Indústria

Campeão e melhor da Copa, Lionel Messi impede hegemonia da Nike no Catar

Mesmo vestindo menos seleções que sua rival, adidas patrocina a seleção campeã e o melhor jogador do torneio

Campeão e melhor da Copa, Lionel Messi impede hegemonia da Nike no Catar

18 de dezembro de 2022

2 minutos de Leitura

Campeão pela Argentina e eleito melhor jogador do torneio, Lionel Messi foi o grande destaque no Catar e fez o seu país conquistar um título de Mundial após 36 anos depois da vitória no México em 1986. Entre as gigantes do esporte, a adidas obteve grande destaque na decisão.

Se a Nike vestiu 13 das 32 seleções classificadas para a Copa do Mundo, a empresa alemã esteve em sete equipes. No entanto, as três listras está com a grande campeã e com o destaque da competição, fora o patrocínio de longa data com a FIFA.

Entre os modelos de chuteiras, do total de jogadores que atuaram no Catar, 49% utilizavam calçados da Nike. A adidas figurou em seguida com 35%, e a PUMA fechou o TOP3 com 12%.

Em gols, um novo protagonismo da Nike. A gigante americana “marcou” 85 dos 172 gols feitos durante o Mundial, contra 54 da adidas.

Importante destacar que Messi entrou para o seleto grupo de jogadores que marcaram presença em cinco edições da Copa do Mundo. Ele debutou na edição 2006, e ainda esteve na África do Sul 2010, Brasil 2014, Rússia 2018 e, claro, no Catar em 2022. Carbajal, Rafa Márquez, Ochoa, Guardado, Cristiano Ronaldo, Buffon e Matthäus foram outros nomes que também estiveram em cinco Mundiais.

Com 13 gols, na história de artilheiros da Copa, Messi perde apenas de Klose (16), Ronaldo (15) e Gerd Müller (14).

Compartilhe