Patrocínio

Crise do Amber Group deve tirar WhaleFin do Chelsea

Empresa, que investe £ 20 milhões por temporada no clube, tem feito diversas demissões e redução de custos

Crise do Amber Group deve tirar WhaleFin do Chelsea

12 de dezembro de 2022

1 minutos de Leitura

O Amber Group, considerado um dos gigantes globais do mercado de criptomoedas, anunciou uma nova onda de demissões. Vale lembrar que, em setembro, a empresa já havia liberado 10% do seu quadro de funcionários.

O preocupante cenário da empresa deve impactar o Chelsea. Isso porque o Amber Group é proprietário da WhaleFin, que pelo patrocínio ao clube investe £ 20 milhões por temporada. A fintech figura, inclusive, na manga camisa dos Blues.

Segundo o Bloomberg, o Amber Group já teria iniciado processo para rescindir o contrato, além de cortar outros custos. A empresa também está se mudando de Singapura para um escritório mais barato em Hong Kong.

Além de Chelsea, a WhaleFin também patrocina Atlético de Madrid, e pelo espaço máster desembolsa € 42 milhões anuais. Ainda não se sabe se a crise abalará a relação com o clube de LaLiga.

Compartilhe