Indústria

Footballco bate recorde de consumo de conteúdo com Copa do Mundo 2022

Foram mais de 140 milhões de fãs em seu ecossistema de sites e aplicativos, gerando 2.9 bilhões de visualizações de página

Footballco bate recorde de consumo de conteúdo com Copa do Mundo 2022

19 de dezembro de 2022

3 minutos de Leitura

A Copa do Mundo do Catar fez a Footballco, plataforma de mídia especializada em futebol, bater recorde de consumo de seus conteúdos.

A empresa é proprietária dos portais GOAL, Kooora (Oriente Médio), SPOX (Alemanha), Calciomercato (Itália) e Voetbalzone (Holanda). Ao todo, foram mais de 140 milhões de fãs em seu ecossistema de sites e aplicativos durante o torneio, gerando 2.9 bilhões de visualizações de página.

Já nas redes sociais, a companhia também registrou um relevante aumento em engajamentos e visualizações de vídeos durante o torneio, com 323 milhões e 1.5 bilhão, respectivamente. Isso incluiu 272 milhões de visualizações de vídeo e 21 milhões de engajamentos nos perfis de TikTok da Footballco, além de 277 milhões de visualizações e 105 milhões de engajamentos nos Reels do Instagram.

“A Copa do Mundo é um período em que nossas marcas de mídia de futebol se destacam, atendendo fãs de todo o mundo com conteúdo gerado por nossos talentosos jornalistas e criadores de conteúdo de seus países de origem e trabalhando no terreno no Catar”, disse James Lamon, vice-presidente sênior de conteúdo e criação da Footballco.

De maneira estratégica, o grupo adquiriu a Kooora em abril deste ano e, em parte devido ao fato de a Copa do Mundo 2022 ser a primeira realizada no Oriente Médio, a Footballco se beneficiou da posição dominante da marca na região, bem como do público estabelecido da GOAL no Oriente Médio.

“É claro que nossa aquisição da Kooora, a editora de esportes mais popular do Oriente Médio, nos colocou em uma posição muito forte antes mesmo de a primeira bola ser chutada. O Catar também apresentou uma oportunidade única em termos de criação de conteúdo. Devido à proximidade de todas as sedes, conseguimos reunir todos os nossos jornalistas e criadores de conteúdo na mesma cidade, o que era impossível em Copas do Mundo anteriores, como a Rússia e o Brasil”, acrescentou James.

Para 2023, a expectativa é grande. Além dos campeonatos nacionais, será um ano marcado pela disputa da Copa do Mundo Feminina, que será disputada na Austrália e Nova Zelândia. A partida de abertura vai acontecer no dia 20 de julho de 2023, com o duelo entre Nova Zelândia e Noruega. Já a grande final está agendada para 20 de agosto de 2023.

“2023 vai ser um ano muito diferente de 2022, mas não menos emocionante. Temos uma corrida pelos troféus entre as principais ligas da Europa, seguida pela Copa do Mundo Feminina, que se a Euro servir de indicação, deve ser um grande evento para ambos os torcedores e marcas”, finalizou.

Compartilhe