Indústria

Intimus une jogadoras de times rivais para incentivar presença feminina nos gramados

Iniciativa faz parte do propósito da marca de apoiar cada vez mais a presença de mulheres também nos gramados

Intimus une jogadoras de times rivais para incentivar presença feminina nos gramados

02 de dezembro de 2022

3 minutos de Leitura

O dia 1º de dezembro de 2022 ficará marcado como a data em que, pela primeira vez, um trio de árbitras mulheres apitou um jogo de futebol masculino de um importante campeonato mundial, feito importante para as mulheres que, há décadas, lutam por espaço e reconhecimento no esporte, seja como jogadoras ou como árbitras.

Para mostrar que quando se trata de incentivar o progresso feminino também dentro de campo não há rivalidade e que o time é um só, Intimus, marca de cuidados femininos da Kimberly-Clark, traz as jogadoras Adriana Silva Maga, do Corinthians, e Bia Zaneratto, do Palmeiras, juntas, em uma ação no ambiente digital.

Aproveitando o momento em que o mundo respira futebol, a iniciativa faz parte do propósito da marca de reforçar que nada pode impedir a mulher de realizar um sonho, menstruada ou não. Como parte da ação, Intimus lançou recentemente um curta-metragem que retrata a história da ex-árbitra de futebol, Lea Campos, enfatizando a importância de combater julgamentos e preconceitos relacionados à menstruação.

Agora, a marca traz as jogadoras que, em postagens nas redes sociais pessoais relatam as dificuldades que enfrentaram para serem jogadoras de futebol por serem mulheres e incentivam ainda mais a participação feminina no esporte.

“Desde pequena, sempre fui muito apaixonada por futebol. E, durante muito tempo, os meninos não me deixavam jogar, mas aos poucos perceberam que eu jogava tão bem quanto eles. A caminhada até aqui não foi fácil, mas sempre tive certeza de que queria ser jogadora de futebol e que ser mulher não me impediria de alcançar esse sonho. Hoje, vejo que conquistamos muitas coisas nas quatro linhas e quero ainda ver mais Adrianas e Bias nos campos de futebol. Esse é o jogo de uma torcida só”, reforça a piauiense Adriana, que foi campeã do campeonato Brasileiro pelo Corinthians, eleita a melhor atacante da competição e também a Bola de Ouro de melhor atleta do torneio.

A atacante palmeirense Bia, que ganhou a Bola de Ouro no campeonato brasileiro de 2021, também reforça a importância de deixar a rivalidade de lado para ajudar a incentivar que o mundo tenha mais mulheres nos gramados.

“Sempre ouvi muito a frase “futebol é coisa de homem”, mas estou aqui para mostrar que futebol é, sim coisa de mulher, e que o nosso lugar é onde quisermos. Tenho muito orgulho de todas as dificuldades que passei para chegar até aqui e ser referência para tantas meninas e mulheres, e sou muito feliz por ver o progresso de outras colegas, como a da Adriana, que também tem uma trajetória de superação. É sobre deixar de lado a rivalidade de futebol, as diferenças e incentivar as mulheres a realizarem seus sonhos, pontuou Bia.

“Intimus tem atuado nos últimos anos com uma série inciativas que incentivam as mulheres a buscarem seus sonhos, menstruadas ou não. Queremos reforçar que nada pode pará-las e que o lugar delas é onde quiserem, seja no campo de futebol, no ambiente corporativo, atrás do volante, na rua, no skate, entre outras profissões. E a trajetória da Lea Campos é um exemplo claro de superação e questionamento ao estigma da menstruação! Elas podem!”, diz Marisa Cury Cazassa, gerente executiva de marketing da Kimberly-Clark no Brasil.

Compartilhe