Indústria

Castore detalha planos de expansão e aumenta meta de faturamento para 2023

Empresa de material esportivo planeja expansão para Ásia e Austrália

Castore detalha planos de expansão e aumenta meta de faturamento para 2023

09 de janeiro de 2023

3 minutos de Leitura

A Castore anunciou seus planos para 2023. Resumidamente, a empresa deseja entrar em novos mercados e, de quebra, aumentar o seu faturamento.

A marca britânica previa um faturamento de US$ 243 milhões, com EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de cerca de US$ 24,3 milhões.

No entanto, Tom Beahon, cofundador da empresa, tem metas mais ambiciosas para este ano.

“Não posso falar de detalhes, mas o que vimos nos últimos 12 meses nos deu confiança para melhorar as coisas. O esporte é inerentemente resiliente. Os consumidores reduzirão uma série de coisas com as quais talvez não gastem dinheiro à medida que os preços de energia e o custo de suas hipotecas aumentarem. Mas, de um modo geral, o esporte não será uma dessas coisas”, afirmou Beahon, em entrevista ao site britânico SportsPro Media.

Recentemente, a Castore aumentou recentemente sua linha de crédito de US$ 60.8 milhões para US$ 91.2 milhões, o que o executivo descreveu como um “forte endosso da nossa estratégia de crescimento” para se tornar “uma marca premium de roupas esportivas do mundo”.

A empresa ainda deseja que sua receita chegue a US$ 608 milhões em três anos.

Para chegar no que almeja, a Castore quer aumentar sua presença na Austrália, tendo assinado acordos de fornecimento de material esportivo com Melbourne Storm e Sydney Roosters, da Liga Nacoinal de Rugby. As ações para ampliar sua penetração na Estados Unidos também aumentarão, feito, inicialmente, por meio de sua parceria com a Federação de Rugby dos Estados Unidos.

“Não acreditamos que as grandes marcas estejam realmente focadas em críquete e rugby da maneira que poderiam ou deveriam estar. Portanto, continuar investindo em ambas, e realmente nos tornarmos líderes, é algo que nos deixa muito entusiasmados”, disse Tom Beahon, cofundador da Castore.

A Castore tem 11 lojas físicas no Reino Unido, mas continuará fortalecendo suas vendas on-line. Beahon disse que “lojas emblemáticas” poderiam abrir com mais parcerias importantes. Uma loja na Europa Central, a partir de seu acordo com a Red Bull, seria uma opção.

A Castore foi avaliada em US$ 912 milhões em setembro do ano passado, e Beahon afirmou que novas formas de financiamento, incluindo empresas de capital de risco, eram uma possibilidade, já que a marca se propõe a competir globalmente.

“Estamos em uma posição privilegiada porque não precisamos arrecadar dinheiro. Somos rentáveis, geradores de caixa, provamos nossa capacidade de crescer de forma rentável”, finalizou.

Compartilhe