Clubes brasileiros somam 3.6 bilhões de interações nas redes sociais em 2022

Performances dos 20 clubes da Série A do Brasileiro superam em 40.97% os números de 2021

janeiro 5, 2023

A temporada 2022 chegou ao fim e entramos em 2023 apresentando um balanço do futebol brasileiro no que diz respeito ao digital. O MKTEsportivo divulga semanalmente os números de performance dos clubes do país a partir de uma parceria com a Samba Digital, agência que fornece os dados.

De janeiro a dezembro do ano passado, somados os 20 clubes que formarão a Série A em 2023, os números cresceram 40.97% em comparação com os de 2021 das quatro principais redes sociais: Facebook, Instagram, TikTok e Twitter.

Ao todo, eles somaram 3.59 bilhões de interações. Além disso, todas as quatro redes sociais aumentaram suas performances em comparação a 2021.

“Entender como as plataformas se desenvolvem é mais importante do que pular de cabeça logo no hype. Hoje, adotar a mesma estratégia e conteúdo para todas as redes, é sinônimo de resultados completamente distintos entre elas. Cada rede é um nicho e o Vasco é um dos clubes que mais entendem isso no Brasil”, comentou Wagner Leitzke, Social Media Manager da Samba Digital.

Das quatro redes, o destaque é o Instagram. Por lá, eles detiveram 4/5 do total de participação do futebol brasileiro. Ao todo, 79.78% das interações aconteceram na plataforma.

Já no TikTok, em comparação com 2021, as interações na rede chinesa tiveram um aumento de 317%, enquanto as visualizações de vídeo saltaram 256% e alcançaram a incrível marca de 1.48 bilhão.

Destaque para o Vasco da Gama, com 23,09% do total de visualizações que a plataforma obteve no Brasil. A performance contempla a excelente campanha que desenvolveu com o fenômeno Luva de Pedreiro.

“Cada vez mais os clubes têm se qualificado e dado atenção a produção dos seus conteúdos. É benéfico para todo ecossistema e firma o laço do esporte com o entretenimento. Além disso, há todo um potencial de geração de novas receitas que não ficava com os clubes anteriormente e, sim, com as empresas de mídia”, disse Guilherme Neto, Digital Manager do Vasco.

Um fenômeno chamado TikTok

Na temporada 2022 do futebol brasileiro, o TikTok apresentou expressivo crescimento de interações: 300% em comparação aos números obtidos em 2021.

No entanto, as visualizações de vídeo são 10 vezes maiores do que as interações se analisarmos as performances dos 60 principais clubes do Brasil que formam as Séries A, B e C.

Se compararmos com a performance de 2021, a visualização de vídeos obteve um incremento de 240%.

“Quando entendemos o comportamento da plataforma isso facilita muito todo o processo de produção de conteúdo e expectativas com a mesma. O comportamento único do TikTok como plataforma de entretenimento e não de uma rede social fica ainda mais claro com a enorme discrepância entre visualizações e interações”, finalizou Guilherme.

Instagram, Twitter e Facebook é dominado pelo Flamengo

Nas outras redes, o Flamengo liderou. Em algumas, como o Instagram e o Twitter, com larga distância em relação ao Corinthians: 31% e 34% de diferença, respectivamente.

Ao todo, o Fla se aproximou da marca de 1 bilhão de interações somando as quatro redes sociais: 949 milhões, cerca de 26.46% do total obtido pelos clubes.

“Queremos estar sempre no topo! Vamos produzir cada vez mais conteúdo e sempre prezando pela qualidade. Mais uma vez tivemos um resultado expressivo, e esperamos nos manter nesse nível em 2023. Uma comunicação forte nos ajuda em todos os sentidos e o apoio do presidente Rodolfo Landim tem sido fundamental para isso”, detalhou Bernardo Monteiro, Diretor de Comunicação do Flamengo.

Fotos: Matheus Lima (Vasco); Gilvan de Souza (Flamengo)