Atletas

Contratado pelo futebol saudita, Cristiano Ronaldo é cobrado pela Anistia Internacional

ONG focada na defesa dos direitos humanos quer que português use sua "considerável plataforma pública" para se posicionar sobre o tema no país

Contratado pelo futebol saudita, Cristiano Ronaldo é cobrado pela Anistia Internacional

05 de janeiro de 2023

2 minutos de Leitura

Cristiano Ronaldo já treina com os demais jogadores do Al Nassr após ser apresentado na última terça-feira (3). Fora de campo, ele já tem sido cobrado, em especial quando o assunto é a defesa dos direitos humanos.

A Anistia Internacional, maior ONG focada no tema, se posicionou pedindo que o atacante utilize o seu contrato com o Al Nassr para “falar sobre as questões dos direitos humanos”.

Nas redes sociais da ONG, a pesquisadora da Anistia Internacional para o Oriente Médio, Dana Ahmed, chamou atenção para o que ela chama de “lavagem esportiva” na Arábia Saudita. Vale lembrar que o país vem recebendo uma série de críticas por usar o esporte como um meio de “maquiar” suas violações de direitos humanos.

“Pessoas são rotineiramente executadas na Arábia Saudita por crimes como assassinato, estupro e tráfico de drogas. A contratação de Cristiano Ronaldo pelo Al Nassr se encaixa em um padrão mais amplo de lavagem esportiva na Arábia Saudita. É muito provável que as autoridades sauditas promovam a presença de Ronaldo no país como forma de desviar a atenção do terrível histórico de direitos humanos do país. Em vez de oferecer elogios acríticos à Arábia Saudita, Ronaldo deveria usar sua considerável plataforma pública para chamar a atenção para questões de direitos humanos no país. Ele deveria usar seu tempo no Al Nassr para falar sobre as questões de direitos humanos”, destacou a pesquisadora.

Sobre a citada “plataforma pública”, ela aborda os mais de 529 milhões de fãs que Cristiano Ronaldo tem em suas redes sociais.

O MKTEsportivo já deu amplo destaque de como a Arábia Saudita está investindo cada vez mais no esporte de alto rendimento. O país ainda tem investido em grandes competições esportivas e na candidatura para receber eventos globais, como a Copa do Mundo de 2030. Neste caso, é esperado que o português seja o embaixador do projeto, o que deixa claro que sua contratação pelo Al Nassr tem um interesse que vai além das quatro linhas.

Compartilhe