Patrocínio

Gerdau cede espaço na camisa do time feminino de vôlei do Minas para apoiar projeto social

Parceria com o Instituto Superação busca estimular doações e garantir o direito à prática esportiva saudável e positiva em escolas públicas

Gerdau cede espaço na camisa do time feminino de vôlei do Minas para apoiar projeto social

13 de janeiro de 2023

2 minutos de Leitura

O uniforme do Gerdau Minas, equipe feminina de vôlei do Minas Tênis Clube, estará diferente no jogo contra o Energis 8 São Caetano. No próximo dia 21 de janeiro, às 21h30, na Arena UniBH, pela Superliga Feminina, as jogadoras irão usar camiseta com logo do Instituto Superação: Formação pelo Esporte.

A Gerdau, patrocinadora máster do time mineiro, cedeu espaço no manto do ParedAço Azul para impulsionar a campanha da ONG e ampliar o engajamento com os fãs do esporte.

“Estamos muito felizes com essa parceria. O Instituto atua com a missão de contribuir com a formação pessoal de crianças e adolescentes, desenvolvendo as competências socioemocionais por meio da integração entre a educação e o esporte. Com essa iniciativa, queremos apresentar nosso trabalho de transformação social para o público em geral e atrair investimento para educação e para o esporte, de modo a ampliar as nossas ações.”, disse Joana Miraglia, diretora do Instituto Superação: Formação Pelo Esporte.

“Esta iniciativa está alinhada ao propósito da Gerdau, empoderar pessoas que constroem o futuro, e ao nosso compromisso de ser parte das soluções aos desafios da sociedade brasileira. Acreditamos no poder do esporte como agente de transformação socioeconômica e como importante ferramenta educacional para crianças e jovens das cidades em que estamos presentes”, acrescentou Pedro Torres, líder global de Comunicação Corporativa e Marca da Gerdau.

A parceria entre o Instituto Superação e a Gerdau, entre 2021 e 2022, beneficiou 1.846 alunos e alunas-atletas. Por meio da educação e da prática esportiva, crianças e adolescentes de 62 escolas do ensino público desenvolvem competências esportivas e socioemocionais.

Para 2023, a meta da organização é chegar em 70 escolas da rede pública de ensino dos estados de São Paulo e Minas Gerais, tendo assim a capacidade para atender 2.800 crianças e adolescentes.

Compartilhe