Los Angeles FC bate recorde na MLS com novo naming right

BMO pagará um total de US$ 100 milhões por dez anos de contrato para dar nome ao agora BMO Stadium

janeiro 20, 2023

Campeão da última temporada da Major League Soccer, o Los Angeles Football Club ganhou mais um motivo para comemorar. O clube anunciou o maior valor de naming rights da história da MLS. Pelos próximos dez anos e um total de US$ 100 milhões, o banco BMO dará nome ao Exposition Park.

“Estamos esgotados para jogos, temos mais seguidores nas mídias sociais e temos um impacto maior. Além disso, o que fazemos em campo leva a um valor tangível para os patrocinadores. E parceiros comerciais pagam mais por isso. Assim, teremos mais receitas para reinvestirmos no clube”, diz Bennett Rosenthal, principal proprietário do LAFC.

O agora BMO Stadium tem capacidade para 22 mil pessoas. Além do LAFC, é a sede do Angel City FC, que disputa a principal liga de futebol feminino no país (NWSL).

No esporte, a BMO patrocina equipes nos EUA e Canadá, incluindo Chicago Blackhawks, Minnesota Wild e St. Louis Blues (NHL); Chicago Bulls e Milwaukee Bucks (NBA); além do Vancouver Whitecaps, CF Montréal e Toronto FC, todos da MLS. No caso do Toronto FC, trata-se também de um acordo de naming rights (BMO Field).

Desta maneira, chegou ao fim de maneira oficial o acordo fechado pelo clube com o Banc of California, que dava nome ao estádio desde 2018 (Banc of California Stadium). Inicialmente, o acordo seria também por US$ 100 milhões, mas por um período de 15 anos. No entanto, em 2022, a instituição financeira concordou em pagar uma taxa única de US$ 20.1 milhões para rescindir o acordo.