Verstappen pagará cerca de € 1 milhão pela Superlicença FIA

Valor alto da renovação deve ser arcado pela Red Bull Racing, equipe de Verstappen

janeiro 12, 2023

A boa temporada de Max Verstappen rendeu bons frutos ao piloto da Red Bull Racing, no entanto, foi divulgado nesta quinta-feira (12) que para renovar sua Superlicença FIA em 2023, o corredor deverá pagar um valor extra — cobrado a todos os corredores baseado na quantidade de pontos por temporada. Com a soma dos pontos, o valor do chega na casa de €963 mil, cerca de cinco milhões de reais.

+ Carlos Alcaraz estrela campanha global da Calvin Klein
+ Brasília será sede da final da Supercopa do Brasil entre Flamengo e Palmeiras

É provável que os valores de renovação da Superlicença FIA são pagos pelas equipes de cada piloto, no entanto, o pagamento deve ser feito pelo próprio piloto, já que concede o direito de correr o campeonato de Fórmula 1 de maneira individual, não por equipe.

Verstappen não foi o único a sofrer com o bom desempenho, Charles Leclerc e Checo Perez pagaram cerca de U$ 600 mil pela renovação. Cada ponto conquistado durante a última temporada da Fórmula 1 custa € 2.1 mil.

Lista completa:

  • Max Verstappen, €963.800 – R$ 5.3M.
  • Charles Leclerc, €657.200 – R$ 3.7M
  • Checo Perez,€650.900 – R$ 3.6M
  • George Russell, €587.900 – R$ 3.2M
  • Carlos Sainz, €527.000 – R$ 2.9M
  • Lewis Hamilton, €514.400 – R$ 2.8M
  • Lando Norris, €266.600 – R$ 1.4M
  • Esteban Ocon, €203.600 – $ 1.1M
  • Fernando Alonso, €180.500 – R$ 1M
  • Valtteri Bottas, €113.300 – R$ 628 mil
  • Kevin Magnussen, €62.900 – R$ 350 mil
  • Pierre Gasly, €58.700 – R$ 325 mil
  • Lance Stroll, €48.200 – R$ 267 mil
  • Yuki Tsunoda, €35.600 – R$ 197 mil
  • Guanyu Zhou, €23.000 – R$ 127 mil
  • Alex Albon, €18.800 – R$ 104 mil
  • Nyck de Vries, €14.600 – R$ 80 mil
  • Nico Hulkenberg, €10.400 – R$ 57 mil