Indústria

Real Valladolid investirá € 40 milhões na reforma do estádio José Zorrilla

Obras para a melhoria do local serão realizadas em várias fases

Real Valladolid investirá € 40 milhões na reforma do estádio José Zorrilla

30 de março de 2023

2 minutos de Leitura

O Real Valladolid anunciou que as obras para a melhoria do novo estádio José Zorrilla serão iniciadas, podendo chegar a € 40 milhões. O prazo de concessão da estrutura é de cinquenta anos, e a reforma incluirá a remoção do fosso, novo vestiário e área VIP, além da construção de uma nova cobertura.

+ Inspirada em lances do basquete, campanha da Hellmann’s reforça parceria com NBA
+ Dois acordos de criptomoedas envolvendo escuderias da Fórmula 1

David Espinar, assessor presidencial do clube, reconheceu que o estádio “gera reclamações e desconforto, algo que faz com que nenhuma marca queira associar-se ao estabelecimento”. Com a melhoria das instalações, o clube espera que o estádio se torne mais atraente para os torcedores e para possíveis patrocinadores.

O Valladolid aumentou o seu orçamento em 9% para 2022-2023, ficando em cerca de € 60 milhões. A entidade fechou a temporada de 2021-2022 com prejuízo de € 5.2 milhões, causados principalmente pelo impacto da pandemia de Covid-19 e pelo rebaixamento para a Segunda Divisão.

Desde o encerramento da temporada 2020/2021, o Real Valladolid realizou obras e instalações no valor de mais de € 975 mil, especificamente em instalações anexas ao estádio.

Siga o MKTESPORTIVO no InstagramTwitter Facebook!

O clube nasceu em 1928 após a fusão do Real Unión Deportiva e do Club Deportivo Español. Embora 50% de sua história tenha sido desenvolvida na elite do futebol espanhol, em 2010 foi rebaixado e um ano depois entrou em falência. Em 2014 deixou a competição e desde 2018 é controlada pelo ex-jogador Ronaldo, que também adquiriu o Cruzeiro.

Além disso, o Real Valladolid assinou um contrato de cessão de direitos creditórios com Direitos e Financiamento de Mídia no valor de 6,5 milhões de euros em 26 de julho de 2021 em troca de direitos creditórios derivados da exploração de contratos audiovisuais da LaLiga para as temporadas 2021-2022 e 2022-2023.

Compartilhe