Indústria

Com destaque para a Copa do Brasil, CBF registra recorde de lucro e arrecadação em 2022

No total, a arrecadação foi de R$ 1,214 bilhão no ano passado, maior número já registrado na história da confederação

Com destaque para a Copa do Brasil, CBF registra recorde de lucro e arrecadação em 2022
Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, durante Assembleia Geral da entidade

26 de abril de 2023

2 minutos de Leitura

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) detalhou, durante uma Assembleia Geral realizada no Rio de Janeiro (RJ), seu relatório de gestão com os números de 2022.

No total, a arrecadação foi de R$ 1,214 bilhão no ano passado, a maior já registrada na história da confederação. Do total, R$ 143 milhões é contabilizado como lucro, fixando a margem de lucro em 11,9%, também um recorde.

A expectativa do corpo diretivo da CBF era arrecadar R$ 1 bilhão, ou seja, a meta foi superada em 20%.

De acordo com o balanço, os números foram impulsionados pela comercialização de direitos de transmissão, com destaque para os que envolvem a Copa do Brasil.

Segundo Ednaldo Rodrigues, atual presidente da CBF, o contrato com a competição teve uma supervalorização de quase 1053%.

“A CBF fez um trabalho de austeridade, não só no que diz respeito à evolução das receitas. A Copa do Brasil tinha direitos de publicidade que foram de R$ 13 milhões para R$ 150 milhões”, disse Ednaldo.

Já R$ 567 milhões referem-se aos patrocínios, com outros R$ 20 milhões resultados de enxugamentos e corte de custos, de acordo com o relatório. Por fim, bilheteria e premiações das seleções representaram cerca de R$ 100 milhões no balanço.

Em 2022, segundo a entidade, R$ 702 milhões foram investidos nas quatro divisões do futebol brasileiro e nas seleções principais e subcategorias, tanto masculinas como femininas.

Compartilhe