Indústria

Pioneiro, Fortaleza passa a disponibilizar abafadores em jogos para pessoas com autismo

Ação social acontecerá neste sábado, na partida contra o Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro

Pioneiro, Fortaleza passa a disponibilizar abafadores em jogos para pessoas com autismo

28 de abril de 2023

2 minutos de Leitura

Na partida contra o Fluminense pelo Brasileirão, deste sábado (29), o Fortaleza vai se tornar o primeiro clube do Brasil a disponibilizar abafadores em jogos para pessoas com autismo.

Em parceria com o Bem Tricolor, o clube luta pela inclusão e tem o compromisso de buscar melhores soluções de acessibilidade, conforto e segurança para todos os torcedores e torcedoras.

Para solicitar o serviço é necessário entrar em contato com o Bem Tricolor através do WhatsApp: (85) 99411-0317. De acordo com as orientações, o serviço estará disponível em todos os jogos em que o Leão do Pici for mandante. Além disso, a solicitação deverá ser feita até o dia anterior ao jogo.

“Temos orgulho em dizer que o Fortaleza foi o primeiro clube do país a implementar este serviço. Esperamos que esta ação sirva de inspiração para que mais clubes implementem este serviço para que os torcedores autistas sintam-se acolhidos e confortáveis no estádio. Afinal, lugar do autista é onde ele quiser estar. Nossa ideia é que o estádio seja um ambiente cada vez mais inclusivo para que todas as pessoas possam ir ao estádio de maneira confortável, segura e acolhedora”, disse Thiago Mendes, Coordenador do Clube da Garotada da Associação Bem Tricolor.

Além do novo serviço, na partida contra o Internacional, válida pela 1ª rodada do Brasileiro, no dia 15 deste mês, o Fortaleza e o Bem Tricolor realizaram outra ação, desta vez visando o Abril Azul, que é dedicado à conscientização do autismo. A ação contou com um camarote sensorial para crianças com autismo para assistir ao jogo.

“Durante a ação, as crianças fizeram um tour para conhecer as dependências da Arena Castelão e algumas delas entraram em campo com os jogadores. Elas assistiram ao jogo em camarote sensorial com objetos especiais para interação. As crianças com autismo e TDAH necessitam de um espaço físico especialmente construído para atender às suas necessidades para se sentirem confortáveis e seguros. O camarote sensorial visou justamente proporcionar um ambiente acolhedor, seguro e confortável para toda a garotada”, finalizou Thiago Mendes.

Compartilhe