Indústria

Paris 2024 cria “Pride House”, espaço aberto para membros da comunidade LGBTQIA+

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (17), em que se celebra o Dia Internacional contra a Homofobia, a Transfobia e a Bifobia

Paris 2024 cria “Pride House”, espaço aberto para membros da comunidade LGBTQIA+

17 de maio de 2023

3 minutos de Leitura

A organização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris 2024 anunciou o lançamento do “Pride House” (“Casa do Orgulho”, em tradução livre), um espaço aberto a todos os membros da comunidade LGBTQIA+, que funcionará durante todo o período de disputa de ambos eventos.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (17), em que se celebra o Dia Internacional contra a Homofobia, a Transfobia e a Bifobia. Para lembrar a data, a organização modificou as cores da logomarca de Paris 2024 para as cores da bandeira do arco-íris, símbolo da comunidade LGBTQIA+.

A iniciativa é mais um passo no combate à discriminação e no sentido de seguir o conceito de “Jogos Abertos”, lema dos Jogos que serão disputados no ano que vem na capital francesa, de 26 de julho a 11 de agosto (Olímpicos) e de 28 de agosto a 8 de setembro (Paralímpicos). Liderada pela associação Fier-Play, em colaboração com a organização de Paris 2024, a Pride House será instalada no Parc de la Villette, no coração dos Jogos e a uma curta distância de locais de competição como La Chapelle Arena, Stade de France e La Concorde.

A Pride House terá três objetivos principais: conscientizar sobre a inclusão de pessoas LGBTQIA+ no mundo do esporte, permitindo que elas se expressem a partir de um espaço dedicado; oferecer um espaço para celebrar as performances de atletas LGBTQIA+, possibilitando o encontro com seus apoiadores; e deixar uma abordagem mais inclusiva das pessoas LGBTQIA+ no esporte como legado para o movimento esportivo internacional.

“A Pride House será um espaço seguro, identificável e acolhedor para todos: apoiadores LGBTQIA+, atletas e aliados. Seu objetivo é homenagear os atletas LGBTI+ e garantir sua visibilidade com uma programação de atividades comemorativas, culturais e educativas durante todo o período dos Jogos”, detalhou a organização.

“Paris 2024 destaca simbolicamente seu apoio aos membros da comunidade LGBTQIA+, ao mesmo tempo em que promove a luta contra qualquer discriminação que eles possam enfrentar. Com esta iniciativa, Paris 2024 volta a deixar claro que os Jogos são abertos a todos, em linha com o princípio da não discriminação que está no cerne dos valores olímpicos e paralímpicos”, acrescentou.

Em julho de 2018, Paris 2024 assinou a Carta de Compromisso LGBTQIA+, comprometendo-se a colocar em prática algumas atitudes, entre elas oferecer um ambiente de trabalho exemplar e inclusivo; garantir igualdade de direitos e tratamento para todos os funcionários; apoiar quaisquer funcionários, independentemente do seu sexo, que possam ser vítimas de ações ou comentários discriminatórios; e medir os progressos realizados e partilhar as melhores práticas com vista à melhoria do ambiente profissional em geral.

Compartilhe