Copa Feminina

Copa Feminina terá bandeiras de povos aborígenes de Austrália e Nova Zelândia

Fifa autoriza iniciativa após receber pedido de painel consultivo e de federações anfitriãs do torneio

Copa Feminina terá bandeiras de povos aborígenes de Austrália e Nova Zelândia

11 de julho de 2023

2 minutos de Leitura

A FIFA autorizou, para a Copa do Mundo Feminina 2023, que acontecerá entre os dias 20 de julho e 20 de agosto, a exibição de bandeiras de povos aborígenes de Austrália e Nova Zelândia, sedes do torneio.

A decisão é fruto de uma recomendação do painel consultivo cultural feminino do evento e das federações de futebol da Austrália e da Nova Zelândia para que os símbolos dessas comunidades possam estar nas partidas da competição.

Em todos os estádios da Copa do Mundo Feminina na Austrália serão hasteadas as bandeiras australiana, aborígene australiana e das ilhas do Estreito de Torres. Enquanto isso, nas quatro arenas da Nova Zelândia estarão as bandeiras da Nova Zelândia e da Rangatiratanga (do povo maori).

Além disso, a Fifa também tomou medidas para reconhecer as culturas e histórias de ambos os países para garantir que sejam respeitadas em todos os aspectos do torneio deste ano.

Todas as cidades-sede apresentam textos tanto em inglês quanto no idioma maori, além de traduções de nomes de lugares dos povos aborígenes, enquanto as culturas tradicionais são representadas em todas as marcas da Copa do Mundo Feminina 2023.

Ao longo do torneio, a Fifa também apresentará outras iniciativas ligadas ao Dia Internacional dos Povos Aborígenes do Mundo, da ONU, comemorado em 9 de agosto.

Compartilhe