Indústria

Ana Moser é demitida do Ministério do Esporte e cargo deve ficar com André Fufuca, do PP

Decisão foi oficializada em reunião realizada entre a ex-jogadora de vôlei e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta terça-feira (5)

Ana Moser é demitida do Ministério do Esporte e cargo deve ficar com André Fufuca, do PP

05 de setembro de 2023

2 minutos de Leitura

A ex-jogadora de vôlei Ana Moser deixou o Ministério do Esporte. Em reunião realizada no fim da tarde desta terça-feira (5), entre ela e o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, sua demissão foi oficializada.

A saída é parte de uma reforma ministerial que o governo passou a formular, há algumas semanas, visando garantir apoio dos partidos do “Centrão”. Lula tenta trazer para sua base o PP e o Republicanos, legendas que elegeram juntas, em 2022, 89 deputados.

O favorito para assumir o posto é o deputado federal André Fufuca, que tem sua base eleitoral no Maranhão e é líder do PP, mesmo partido do presidente da Câmara, Arthur Lira.

Ainda com base nesta reforma, Lula deve nomear o deputado Silvio Costa Filho (Republicanos-PE) como ministro dos Portos e Aeroportos, cargo ocupado hoje por Márcio França (PSB).

O anúncio oficial das mudanças de ministros deve ser feito até o final desta semana, quando o petista tiver batido o martelo sobre todas as alterações.

A Comissão de Atletas do Comitê Olímpico do Brasil (COB), e os grupos Atletas pelo Brasil e Movimento Esporte pela Democracia, emitiram nota defendendo a permanência de Ana Moser como ministra do Esporte:

“O esporte não é moeda de troca. Nos sentimos envergonhados e desprestigiados, vendo que o esporte no Brasil continua sendo encarado como algo menor. A ministra Ana Moser tem o nosso apoio e o da comunidade esportiva para continuar avançando rumo às mudanças necessárias na estrutura da política pública de esporte do país, visando a democratização de seu acesso a todas as brasileiras e brasileiros.”

Compartilhe