Atletas

Petrobras fecha patrocínio a 45 atletas de 30 modalidades olímpicas e paralímpicas

O investimento previsto para esta edição do Time Petrobras é de R$ 12,5 milhões e contempla as principais competições do calendário

Petrobras fecha patrocínio a 45 atletas de 30 modalidades olímpicas e paralímpicas

29 de setembro de 2023

4 minutos de Leitura

A Petrobras anunciou os novos componentes do Time Petrobras, grupo de atletas e paratletas de alto rendimento patrocinados pela companhia. Ao todo, a lista conta com 45 esportistas de 30 modalidades olímpicas e paralímpicas.

O investimento previsto para esta edição do Time Petrobras é de R$ 12,5 milhões e envolve as principais competições do calendário, como os Jogos Pan-Americanos e Parapan-Americanos de Santiago 2023, entre outubro e novembro deste ano, e os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris 2024, entre julho e setembro do ano que vem.

O valor do patrocínio poderá ser destinado a melhorar as condições de treino dos atletas e de suas equipes técnicas, assim como acompanhamento médico, fisioterapêutico e nutricional. A ideia é apoiar toda a jornada dos patrocinados e ajudar a aprimorar o desempenho de cada um.

“O Time Petrobras é como a performance da própria empresa: em 70 anos, ela é construída por uma equipe diversa, que, com disciplina e paixão pelo que faz, conquista resultados. As medalhas dos atletas equivalem aos prêmios que a Petrobras recebeu, vencendo barreiras tecnológicas e outros desafios. Quebramos paradigmas e recordes. Nosso treino é a capacitação constante. E agora estamos evoluindo para uma nova modalidade: a transição energética. Somos um só time. Quando os atletas e paratletas do Time Petrobras estiverem em competições, queremos que lembrem que a Petrobras está com eles com a nossa força e energia”, disse Jean Paul Prates, presidente da Petrobras.

“O Time Petrobras é um dos mais importantes patrocínios privados do país por causa da sua história, diversidade da equipe e estratégia adotada. Hoje, para um atleta, fazer parte do Time Petrobras é a realização de um sonho, do qual todos eles têm muito orgulho e alegria. O patrocínio melhora a confiança do atleta e estimula a buscar melhores resultados. É fundamental para a preparação deles. Em nome dos atletas, agradeço à Petrobras por reconhecer a importância e valorizar o esporte na construção e desenvolvimento da nação”, acrescentou Adriana Samuel, dona de duas medalhas olímpicas no vôlei de praia (prata em Atlanta 1996 e bronze em Sydney 2000) e gestora do projeto.

Iniciado em 2015, o projeto Time Petrobras já apoiou 85 atletas de 31 modalidades, que conquistaram 91 medalhas em Jogos Olímpicos, Paralímpicos, Pan-Americanos e Parapan–Americanos. Nos Jogos de Tóquio 2020, disputados em 2021 por conta da pandemia de Covid-19, o Time Petrobras conseguiu 11 medalhas.

Para a nova versão do time, os critérios de seleção consideraram atletas que já tiveram destaque em competições relevantes de cada modalidade, como campeonatos nacionais e internacionais, podendo ou não terem participado dos Jogos Olímpicos ou Paralímpicos anteriormente. Modalidades estreantes em competições, que têm maior dificuldade de captação de recursos ou que não tiveram patrocínio nas edições anteriores também foram priorizadas, a fim de criar novas oportunidades.

Confira a lista completa de atletas do novo Time Petrobras:

Ana Patrícia (vôlei de praia)

Ana Sátila (canoagem)

André Stein (vôlei de praia)

Augusto Akio (skate)

Beatriz Souza (judô)

Bruna Takahashi (tênis de mesa)

Caio Souza (ginástica artística)

Carol Santiago (natação paralímpica)

Carol Naka (boxe)

Darlan Romani (atletismo – arremesso de peso)

Duda Lisboa (vôlei de praia)

Evandilson Neto (canoagem)

Felipe Ho (escalada esportiva)

Filipe Vieira (canoagem)

Flávia Saraiva (ginástica artística)

Gabriel Bandeira (natação paralímpica)

George Souto Maior (vôlei de praia)

Giovanna Prada (vela)

Guilherme Caribé (natação)

Guilherme Costa (natação)

Guilherme Schimidt (judô)

Hugo Calderano (tênis de mesa)

Ícaro Miguel (taekwondo)

Izabela Rodrigues (atletismo – arremesso de peso e lançamento de disco)

Jessica Messali (paratriatlo)

Keno Marley (boxe)

Laura Amaro (levantamento de peso)

Leticia Oro (atletismo – salto em distância)

Luan San (breaking)

Lucas Mozela (natação paralímpica)

Luísa Baptista (triatlo)

Marcus D’Almeida (tiro com arco)

Mateus Isaac (vela)

Milena Titoneli (taekwondo)

Raissa Machado (paratletismo – lançamento de dardo paralímpico)

Samuel Oliveira (natação paralímpica)

Sophia Medina (surfe)

Thalita Simplício (paratletismo)

Thiego Marques (judô)

Toquinha (breaking)

Tuany Barbosa (paratletismo – arremesso de peso paralímpico)

Vitor Tavares (badminton paralímpico)

Vitória Rosa (atletismo)

Viviane Jungblut (natação – maratona aquática)

Ygor Coelho (badminton)

Compartilhe