Indústria

COI suspende Comitê Olímpico Russo por anexar organizações esportivas da Ucrânia

Situação de atletas individuais que seguem "estritas condições de neutralidade" ainda deverá ser discutida pelo Comitê Olímpico Internacional

COI suspende Comitê Olímpico Russo por anexar organizações esportivas da Ucrânia
Foto: Getty Images

16 de outubro de 2023

2 minutos de Leitura

O Comitê Olímpico Internacional (COI) suspendeu o Comitê Olímpico Russo (ROC, na sigla em inglês) de todas as suas atividades já que a Rússia anexou organizações esportivas regionais que estavam sob jurisdição do Comitê Olímpico Ucraniano.

Essas organizações regionais estão localizadas em territórios que foram anexados pelas forças militares russas durante a invasão da Ucrânia, como Luhansk, Donetsk, Kherson e Zaporizhzhia.

Com a punição anunciada pelo COI, os russos deixam de ser considerados um comitê reconhecido pela entidade internacional e, assim, não terão acesso a recursos financeiros.

O COI acrescentou que a questão da participação de atletas individuais com cidadania russa e bielorrussa nos Jogos Olímpicos de Paris 2024 e nos Jogos Olímpicos de Inverno de Milão 2026 “será decidida em momento oportuno”.

Em 28 de março, o COI havia estabelecido diretrizes que as federações esportivas internacionais poderiam adotar para permitir que atletas russos e bielorrussos participassem de eventos sob “estritas condições de neutralidade”.

Tais condições incluíam a limitação à participação de atletas individuais em vez de equipes, bem como a proibição de qualquer atleta ou membro de apoio que tivesse expressado apoio à invasão ou que tivesse qualquer vínculo contratual com as forças militares ou de segurança de seus respectivos países.

Compartilhe