Aposta Esportiva

Clubes se posicionam contra projeto que veta patrocínio de casas de apostas

A Comissão de Esporte do Senado Federal aprovou a emenda que proíbe qualquer publicidade relacionada a apostas

Clubes se posicionam contra projeto que veta patrocínio de casas de apostas

11 de novembro de 2023

4 minutos de Leitura

Trinta e quatro clubes do futebol brasileiro se posicionaram fortemente contra a proibição de patrocínio de sites de apostas ao futebol. Todos fazem parte dos grupos Liga do Futebol Brasileiro (Libra) e da Liga Forte União (LFU).

Em comunicado, eles se posicionaram contrários à emenda 38-U, do senador Eduardo Girão (Novo-CE), incluída no relatório da Comissão de Esporte (CEsp) do Senado, aprovado na última quarta-feira (8). Ela estabelece a proibição de patrocínio a “equipes, atletas individuais, ex-atletas, árbitros, membros de comissões técnicas profissionais e amadores de todas as modalidades esportivas, bem como campeonatos organizados por confederações esportivas olímpicas, reconhecidas e vinculadas ao Comitê Olímpico do Brasil (COB), assim como as federações a elas filiadas de todas as modalidades esportivas”.

Isso fará com que todos os clubes brasileiros percam seus patrocínios de casas de apostas. Mesmo que a medida ainda tramite ao mesmo tempo na Comissão de Assuntos Econômicos, o texto poderá seguir para o Plenário da Câmara.

Segundo o comunicado, a proibição completa da exibição de marcas de apostadores não regulamenta de maneira correta a modalidade no Brasil. Além disso, se aprovada em definitivo, causará prejuízo aos clubes que têm marcas do setor como umas de suas principais fontes de receita.

Confira o comunicado:

Os Clubes do futebol brasileiro aqui signatários vêm, por meio da presente nota, demonstrar enorme preocupação em relação à Decisão da Comissão de Esporte do Senado Federal que aprovou a emenda n° 38-U ao Projeto de Lei (PL) n° 3.626/2023, a despeito dos votos contrários dos exímios Senadores Romário e Leila Barros e da original rejeição do Relator.

A citada emenda promove alterações ao artigo 17 do referido PL para vedar que qualquer publicidade relacionada às apostas por quota-fixa seja realizada em arenas esportivas e/ou por intermédio de patrocínio a equipes e campeonatos, entre outros.

Importante ressaltar que o correto endereçamento das mensagens publicitárias inerentes ao setor de apostas bem como o cuidado com crianças e adolescentes são temas extremamente caros aos Clubes signatários. Buscando atender à preocupação de contribuir para um ambiente saudável, estes têm atuado proativamente na elaboração, junto ao CONAR, das diretrizes a serem aplicáveis ao mercado.

A completa proibição sugerida pela Comissão do Esporte, contudo, além de infrutífera para o propósito a que se propõe e se desviar do propósito da lei que é regulamentar a modalidade de apostas de quota fixa, representaria frontal e irreparável dano à principal fonte atual de receitas do futebol brasileiro, além do risco de interferir nos contratos em vigência.

Em virtude disso, os Clubes solicitam que a Comissão de Assuntos Econômicos bem como o Plenário deste respeitoso Senado rejeitem a prejudicial emenda n° 38-U ao PL n° 3.626/2023, protegendo o futebol brasileiro, e os princípios da livre iniciativa e da liberdade de contratar.

Clubes Signatários
América Futebol Clube
Associação Chapecoense de Futebol
Atlético Clube Goianiense
Avaí Futebol Clube
Ceará Sporting Club
Centro Sportivo Alagoano
Club Athletico Paranaense
Clube Atlético Mineiro
Clube de Regatas Brasil
Clube de Regatas do Flamengo
Criciúma Esporte Clube
Cruzeiro Esporte Clube SAF
Cuiabá Esporte Clube
Esporte Clube Bahia
Esporte Clube Juventude
Figueirense Futebol Clube
Fluminense Futebol Clube
Fortaleza Esporte Clube
Goiás Esporte Clube
Grêmio Novorizontino
Guarani Futebol Clube
Ituano Futebol Clube
Paysandu Sport Club
SAF Botafogo
Sampaio Corrêa Futebol Clube
Santos Futebol Clube
São Paulo Futebol Clube
Sociedade Esportiva Palmeiras
Sport Club Corinthians Paulista
Sport Club do Recife
Tombense Futebol Clube
Vasco da Gama SAF
Vila Nova Futebol Clube

Compartilhe