Com 16 clubes, Federação Paulista de Futebol lança primeira edição da Copa São Paulo Feminina

Competição terá 16 equipes, de várias cidades e Estados, divididas em quatro grupos

novembro 9, 2023

A primeira Copa São Paulo de Futebol Feminino foi oficialmente lançada nesta última quarta-feira (08). A Federação Paulista divulgou os clubes participantes, o sistema de disputa e sorteou os grupos. A Copinha reunirá 16 equipes de diferentes estados do Brasil e será disputada em dezembro.

A competição contará com um aporte de cerca de R$ 3,5 milhões da administração municipal para arcar com o suporte operacional e viabilizar a realização do campeonato, e será realizada entre os dias 4 e 17 de dezembro de 2023.

O torneio será disputado entre os dias 4 e 17 de dezembro, com jogos em quatro estádios de São Paulo: Canindé, Arena Ibrachina, Nicolau Alayon e Rua Javari. Serão quatro grupos com quadro times em cada. Os clubes se enfrentam entre si e quem terminar em primeiro garante vaga na semifinal, que será decidida em jogo único, bem como a grande final.

“Mas sabíamos que ainda faltava algo muito importante: a Copa São Paulo feminina. E ela chegou para ficar. Reforço, mais uma vez, que a realização da Copinha para as mulheres só acontece devido ao apoio do prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, que nos ajudou a tirar do papel mais um sonho do futebol feminino”, disse o presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro.

“Estou muito feliz por estar vivendo este momento muito especial do futebol feminino. Agora temos a felicidade de ver nascer a versão feminina da Copinha, a competição de base mais prestigiada do mundo”, acrescentou a jogadora Cris Rozeira, atacante do Santos.

Participarão: Corinthians, Ferroviária, Santos, São Paulo, Minas Brasília, Real Brasília, América (MG), Atlético Mineiro; Botafogo, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional, Botafogo (Paraíba), Fortaleza e Vitória.

Compartilhe: