Grupo SBF tem lucro líquido de R$ 70,5 milhões, crescimento de 52,5% na comparação anual

Ebitda ajustado avançou 74,2% no terceiro trimestre do ano, alcançando R$ 169,4 milhões

novembro 14, 2023

Após um primeiro semestre de 2023 com foco em iniciativas para aumentar a eficiência operacional, o Grupo SBF começa a colher os resultados nos seus indicadores financeiros.

No período, a companhia alcançou um Lucro Líquido ajustado de R$ 70,5 milhões, um aumento de 52,5% em comparação com o ano anterior, apesar de um cenário de prática de descontos mais fortes, decorrente do excesso temporário de estoque. Sendo assim, o EBITDA ajustado teve uma alta de 74,2% ano contra ano, totalizando R$ 169,4 milhões.

O avanço no Lucro Líquido e Ebitda se deve, principalmente, à diluição de despesas em 4,4 pontos percentuais em relação ao terceiro trimestre de 2022 e em 4,6 pontos percentuais em relação ao segundo trimestre de 2023. Essa maior diluição é decorrente de iniciativas para redução de despesas e alavancagem operacional somadas a um crescimento de receita, além de uma menor pressão em despesas logísticas, em razão da diminuição do nível de estoques que começa a dar sinais de melhora.

Em Centauro, a estratégia de crescimento alinhada à demanda do mercado e o foco em redução de despesas e maior eficiência dos canais segue trazendo resultados positivos. No trimestre, o SG&A sobre receita da Centauro foi 4,4 pontos percentuais menor quando comparado com o segundo trimestre. Assim, a receita líquida de Centauro no período foi de R$ 882,7 milhões, crescimento de 1,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Desse total, 80% da receita continua sendo proveniente das lojas físicas. Atualmente, a empresa possui 225 lojas distribuídas em 26 estados, o que a posiciona como maior varejista de artigos esportivos da América Latina.

Desde o começo do ano, a companhia ampliou em 8 pontos percentuais o share de clientes comprando no canal digital e retirando nas lojas.

Em Fisia, foram realizadas ações para controlar estoques e melhorar o desempenho dos canais. Ao longo do trimestre a empresa atuou junto aos varejistas e no plano de liquidação nos seus canais Direct to Consumer (DTC) para escoar estoques e gerar caixa. A Receita Líquida de Fisia somou R$ 1,1 bilhão, crescimento de 47,1% na comparação anual, o SSS de lojas foi de 19,9%, o GMV do digital de 58,3% e a receita do canal de atacado cresceu 10,3%.

Em comparação com o 2T23, houve um crescimento de 15,9% do canal de atacado. No período, a menor pressão dos estoques nas despesas foram importantes para a diluição das despesas de Fisia, que melhoraram 4,4 pontos percentuais.

Nos últimos 12 meses, a operação Fisia abriu 19 lojas Nike, passando de 22 unidades em setembro de 2022 para 43 neste trimestre. Também foi finalizada a migração do centro de distribuição. Atualmente, a operação digital é 100% própria, o que melhora o nível de serviço, além de ser um fator adicional de redução de custos. Esse novo CD Fisia em Extrema (MG), conta com 37 mil metros quadrados, 580 funcionários na operação e capacidade para expedir 60 mil itens por dia.

Os esforços para geração de caixa começaram a render frutos para o Grupo SBF. A maior geração de caixa operacional neste trimestre contribuiu para o começo do processo de redução da alavancagem da companhia. Portanto, o indicador dívida líquida ajustada/Ebitda passou de 3,35X no segundo trimestre de 2023 para 2,98X no terceiro trimestre de 2023.

“Após um início de ano desafiador, conseguimos ampliar nossa eficiência operacional e rentabilidade. Focamos em reduzir estoques, despesas e alavancagem, e entendemos que as questões circunstanciais que estão impactando o exercício de 2023 estão sendo resolvidas. Acreditamos na fortaleza do nosso time para impulsionar o ecossistema do esporte e transformar vidas”, disse Pedro Zemel, CEO do Grupo SBF.

Estima-se que o indicador de alavancagem retorne a níveis históricos no final do ano, beneficiado pela redução de compra de produtos e pelo tradicional impulso nas vendas do quarto trimestre, decorrente dos eventos Black Friday e Natal.

“Para o quarto trimestre, o mais importante do ano, seguiremos atuando nas nossas frentes prioritárias para 2023, sem deixar de focar na evolução de nossa plataforma omnichannel e na migração para o DTC da Fisia”, finalizou o CEO.

Compartilhe: