IA, modelo de negócio e segmentação: Kantar detalha tendências e previsões para a mídia em 2024

Relatório Media Trends & Predictions 2024 busca mostrar tendências para empresas de mídia e a publicidade

novembro 7, 2023

A Kantar Ibope Media apresentou, nesta terça-feira (7), seu estudo Media Trends & Predictions 2024 no qual aponta tendências do mercado de mídia nos mais de 80 países em que atua.

Com base em dados e insights, o estudo aponta para inúmeras oportunidades e desafios enfrentados pelos ecossistemas de conteúdo e publicidade em todo o mundo. Entre as previsões, estão a presença cada vez mais forte da inteligência artificial, a estruturação de modelos de negócios diferenciados de acordo com o país em que as empresas de mídia atuam e o streaming em direção à segmentação.

“No centro da nossa missão está a ambição de conhecer o público e ajudar as empresas a impulsionarem crescimento. Este estudo visa apoiar este objetivo, apresentando uma visão unificada e abrangente de um ambiente de mídia que está em pleno desenvolvimento”, disse John McCarthy, CMO Kantar Media.

Para o próximo ano, as ferramentas devem se tornar cada vez mais sofisticadas no intuito de individualizar a audiência. Por outro lado, para a Kantar Ibope, haverá uma desaceleração dos mecanismos de realidade virtual, metaverso e NFTs.

“Na verdade, com menos cobertura da mídia focada no metaverso, isso poderia ser visto como um exemplo de como existe uma tendência a uma expectativa de curto prazo entre os profissionais de marketing, que muitas vezes podem perseguir uma coisa nova brilhante apesar dos avisos de que ela ainda não está pronta ou que, no momento, o público não está interessado nela”, destacou a pesquisa.

O uso de dados em 2024

Outra tendência que irá se intensificar em 2024 é o uso de dados para aprimorar a experiência com o público.

O Media Trends & Predictions 2024 alerta que, apesar da crescente disponibilidade de dados, muitas empresas de mídia não estão aproveitando-os ao máximo.

“Ao compreender padrões históricos e pontos de dados atuais, as empresas de mídia e publicidade terão cada vez mais condições de prever tendências futuras, permitindo que elas produzam conteúdo e campanhas que repercutam mais profundamente com seu público-alvo. As empresas podem continuar a desenvolver estratégias mais proativas e adaptativas na criação de conteúdo e publicidade”, destaca o estudo.

Estudo de público no streaming

Se o MKTEsportivo destaca constantemente as iniciativas que plataformas como Prime Video, Apple e Netflix buscam para se diferenciar em um setor altamente competitivo, o estudo afirma que será necessário um estudo das características regionais nos mercados em que atuam.

“Em 2024 e depois disso, elas precisarão se aprofundar mais, conhecer as atitudes e os hábitos reais de consumo de vídeo de suas audiências, dentro e fora dos limites de sua própria plataforma”, ressalta a Kantar Ibope.

Para a empresa, não basta estudar apenas quais conteúdos geram repercussão em suas audiências, mas também saber precificar seus conteúdos, independentemente do modelo de negócio que adotem.

“Em essência, o sucesso global no domínio de streaming exige uma estratégia localizada. As empresas precisam moldar suas ofertas – desde a criação de conteúdo até os preços e táticas promocionais – para se adequarem às características distintas do cenário de cada região. Só então elas poderão esperar capturar um público global diversificado e multifacetado”, finalizou.

Compartilhe: