Indústria

Speedo celebra R$ 1.6 milhão em mídia espontânea nos Jogos Pan-Americanos

Na natação, a marca foi representada por 7 atletas, que conquistaram 17 medalhas

Speedo celebra R$ 1.6 milhão em mídia espontânea nos Jogos Pan-Americanos
Roberto Jalonetsky, Diretor-Geral da Speedo Multisport

07 de novembro de 2023

3 minutos de Leitura

Os Jogos Pan-Americanos são certamente um dos principais veículos de exposição para as marcas do segmento. Na natação, por exemplo, a Speedo foi representada por 7 atletas, que conquistaram 17 medalhas, sendo 7 de ouro, 3 de prata e 7 de bronze.

“É natural um nadador amador, se inspirar em um profissional. É assim em todas as modalidades esportivas e, o nosso consumidor, quer usar os mesmos produtos que estes medalhistas usam. Essa é uma das estratégias de marketing que utilizamos ao longo dos últimos 45 anos e, dessa forma, atingimos mais de 80% de share em esportes aquáticos. Investir no esporte através dos atletas é um investimento com alto retorno”, disse Roberto Jalonetsky, Diretor-Geral da Speedo Multisport.

Durante o evento, a Speedo foi citada ou apareceu em fotos de mais de 25 matérias. Os valores somados de mídia espontânea, ou seja, o montante que um anunciante teria que pagar pelo espaço das publicações caso fizesse anúncios comerciais, alcançaram mais de R$ 1,6 milhão.

“Nós temos um retorno muito bom com os nossos atletas, pois trabalhamos com os melhores do país e, por isso, estão constantemente no pódio e recebem grande cobertura da imprensa e audiência nas redes sociais. Nosso ROI, ou seja, o retorno sobre o investimento, acaba sendo excelente e mantemos a nossa marca sempre no top of mind do nosso público consumidor. Isso explica um pouco porque quando qualquer brasileiro pensa em esporte aquático, automaticamente pensa em Speedo”, acrescentou Igor de Souza, Diretor de Marketing Esportivo e responsável por escolher e acompanhar os atletas Speedo Team.

A cada grande evento, as vendas dos produtos utilizados pelos atletas brasileiros Speedo Team, principalmente, maiôs, sungas, óculos de natação e toucas, sobem em média 20%, do começo da competição, até 30 dias depois do término.

A expectativa da empresa é que, com as olimpíadas de Paris, esse retorno seja pelo menos 3 vezes superior ao Pan-Americano.

“Na última olimpíada, em Tóquio, estávamos no meio de uma pandemia, com diversas restrições. Apesar de termos conseguido um grande feito na história da natação brasileira, com a nossa atleta Ana Marcela Cunha ganhando medalha de ouro na maratona aquática, de modo geral, foi uma competição diferente. Não teve a mesma audiência e torcida, que são tradicionais na maior competição esportiva do planeta. Agora, em Paris, com a força das redes sociais e um time de nadadores Speedo com chances reais de conquistarem diversas medalhas nas águas, esperando o maior retorno de mídia e, consequentemente, de vendas, da história da Speedo Multisport”, finalizou Jalonetsky.

Compartilhe