Christian Horner, chefe da escuderia Red Bull, será alvo de investigação interna

Grupo que controla a equipe confirmou que o chefe do time está sob investigação de "comportamento inapropriado"

fevereiro 5, 2024

A Red Bull abriu investigação interna contra Christian Horner. De acordo com a divulgação, o chefe da escuderia é acusado de comportamento inapropriado.

Apesar do fato não ter sido inteiramente revelado, de acordo com o De Telegraaf, um funcionário da equipe foi o responsável pela denúncia.

Informado sobre o caso, o Diretor do Departamento de Esportes da Red Bull, Oliver Mintzlaff, iniciou imediatamente uma investigação independente, alegando levar este tipo de situação extremamente a sério.

“Depois que a empresa tomou conhecimento de algumas alegações recentes, foi iniciada uma investigação independente. Esse processo, que já está em andamento, está sendo conduzido por um advogado externo especializado. A empresa leva essas questões extremamente a sério e a investigação será concluída o mais rápido possível. Não seria apropriado fazer mais comentários neste momento”, declarou um porta-voz da empresa ao De Telegraaf.

Sob comando de Horner, a escuderia já conquistou 113 vitórias, 95 pole positions e 264 pódios com pilotos como Sebastian Vettel, Mark Webber, Daniel Ricciardo, Max Verstappen e Sergio Pérez.

A F1 retorna em 2 de março de 2024 com o GP do Bahrein, primeira de 24 etapas na maior temporada da história da categoria.

Compartilhe: