Indústria

Circuito Brasileiro de vôlei de praia terá “Experiência Pé Na Areia”

A iniciativa contempla uma área exclusiva na beira da quadra central, com espreguiçadeiras e serviço de alimentação e bebida incluído

Circuito Brasileiro de vôlei de praia terá “Experiência Pé Na Areia”

22 de fevereiro de 2024

2 minutos de Leitura

O Circuito Brasileiro de vôlei de praia ganhou uma novidade para 2024. A Confederação Brasileira de Voleibol iniciou, na quarta-feira (21/2), em Campo Grande (MS), na primeira das nove etapas da temporada da competição, a “Experiência Pé Na Areia”.

A iniciativa contempla uma área exclusiva na beira da quadra central, com espreguiçadeiras e serviço de alimentação e bebida incluído. O modelo lançado pela CBV em 2022, com divisão entre Top e Aberto, foi mantido, com o aumento de 12 para 16 duplas na divisão principal.

“No ano passado modernizamos a imagem da competição e agora estamos modernizando a experiência do fã. A Experiência Pé na Areia é uma mudança de paradigma no jeito de viver uma etapa de vôlei de praia, que vai colocar os torcedores em espreguiçadeiras na beira da quadra, com serviços de alimentação e bebida incluídos. Os fãs ficarão realmente próximos do espetáculo e dos atletas que buscam uma vaga nos Jogos Olímpicos de Paris 2024”, disse Henrique Netto, Diretor Comercial da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

A temporada chega também com evolução no formato. O modelo lançado pela CBV em 2022, com divisão entre Top e Aberto, foi mantido, com o aumento de 12 para 16 duplas na divisão principal. A iniciativa torna a disputa ainda mais acirrada e sobe de 28 para 32 o número total de duplas em cada etapa.

“Estamos em ano olímpico e é natural que as atenções estejam voltadas para os Jogos de Paris, mas nosso planejamento não para em 2024. A evolução do modelo do Circuito Brasileiro Bet7k combinado com o desenvolvimento do Sistema Nacional de Competições – integrando e aumentando a relevância dos Estaduais, criando os Regionais e fazendo com que todos os atletas tenham acesso ao ranking do Circuito Brasileiro –, abre caminhos e cria oportunidades para novos talentos, já de olho em Los Angeles 2028 e Brisbane 2032”, acrescentou Jorge Bichara, diretor técnico da CBV.

Compartilhe