Indústria

Aliando pauta social e promoção do esporte, Sertões inicia uma nova era em sua história

Leonora Guedes assumiu recentemente o posto de CEO da companhia e é a entrevista da vez do Lideranças, o podcast do MKTEsportivo

Aliando pauta social e promoção do esporte, Sertões inicia uma nova era em sua história
Foto: Leonora Guedes, CEO do Sertões

18 de março de 2024

4 minutos de Leitura

Força feminina à frente do Sertões e de suas três verticais (Rally, Mountain Bike e Kitesurf). O ano não poderia ter começado melhor para a empresa. Mestre em turismo, Leonora Guedes assumiu recentemente o posto de CEO da companhia e destaca a ‘brasilidade’ como um dos diferenciais que tornaram o Sertões a maior plataforma de esportes de aventura do país.

“Nossa plataforma quer ser a ‘agenda’ positiva do Brasil. Queremos mostrar um país que dá certo, promovendo o agro, colocando em evidência as belezas do litoral brasileiro. Temos a missão de exibir as nossas paisagens e, com isso, nos aliar a marcas que também possuem a ‘brasilidade’ no DNA. O principal objetivo é auxiliar o país, tanto na pauta social, como promovendo cada vez mais o esporte”, disse a nova CEO em entrevista ao Lideranças, o podcast oficial do MKTEsportivo.

No papo, Leonora colocou como objetivos da nova gestão a expansão da marca, o investimento em inovação e tecnologia, bem como aumentar a visibilidade das competições. O aumento da visibilidade, no entanto, não está atrelado à entrada de novas verticais. Hoje, o objetivo é ratificar o protagonismo do Rally, e o fortalecimento do Mountain Bike e Kitesurf.

“Com novas oportunidades no mercado, resolvemos aproveitar um pouco mais da nossa clientela e expandir o calendário, visando um melhor aproveitamento da equipe e também buscando aprimorar a sinergia com as marcas. Temos pelo menos 5 empresas que estão conosco em todos os eventos. A expansão está mais ligadas às modalidade e nos segmentos que elas atingem, do que na vinda de uma nova vertical a curto prazo”, acrescentou.

Liderança feminina em um ambiente predominantemente masculino, Leonora busca ainda jogar um olhar de diversidade sobre as plataformas de esporte do Sertões. 

“Tanto no ponto de vista corporativo quanto esportivo, temos a igualdade de gênero como diretriz. Atualmente, temos 50% da equipe composta por mulheres. Embora a participação feminina nos eventos seja menor que a masculina, temos a presença de mulheres com grandes histórias de superação atuando como piloto, navegadora, chefe de equipe, ciclista, entre outros postos”, ressaltou.

Impacto positivo nas comunidades e legado sustentável

Outro compromisso citado pela CEO envolve a pauta ESG, com a preocupação em fazer a diferença também no aspecto social. Antes mesmo de definir os locais que as etapas da competição passarão na temporada, Sertões faz um estudo prévio sobre as maiores necessidades e carências da comunidade.

“Buscamos atender as necessidades do município. Para adiantar algumas dessas questões, já iniciamos os diálogos com as cidades que receberão a competição em 2024. Dentro desse contato, nos comunicamos com as secretarias de saúde e coletamos informações sobre quais as especialidades mais requisitadas pela população, para podermos oferecer um suporte”, comentou Leonora, que contou uma história envolvendo um dos pilotos e habitantes locais.

“Temos outro projeto ligado à área ambiental, onde doamos filtros. Essa iniciativa partiu através de um piloto, que em um momento de necessidade durante a prova, pediu água para um sertanejo e reparou que a bebida entregue tinha um aspecto amarelado. Preocupado com a situação daqueles habitantes, o competidor, que por coincidência, era ligado a uma empresa de saneamento, recorreu aos profissionais especializado para o desenvolvimento de um filtro simples. O aparelho é doado todo ano para uma comunidade carente de água potável escolhida por nosso mapeamento”, detalhou.

Por fim, a executiva destacou como vivenciar a experiência do Sertões transforma, não somente a vida das pessoas, mas também a categoria como produto.

“Não tem como vivenciar o Rally dos Sertões e sair a mesma pessoa. Isso fortalece o produto e faz com que o público retorne, e cada vez mais invista no esporte. Temos o objetivo de garantir o legado e oferecer uma experiência marcante para os participantes e para os consumidores do produto”, finalizou.

Compartilhe