Patrocínio

Comitê Brasileiro de Clubes anuncia renovação de parceria com seis Confederações

Basquete, natação, tiro esportivo, remo, wrestling e handebol estão entre as modalidades apoiadas pela entidade

Comitê Brasileiro de Clubes anuncia renovação de parceria com seis Confederações

04 de março de 2024

2 minutos de Leitura

O Comitê Brasileiro de Clubes, entidade sem fins lucrativos dedicada à formação de atletas olímpicos, anunciou a renovação da parceria com seis Confederações: CBB, CBDA, CBTE, CBR, CBW e CBHb. Com isso, a organização continuará apoiando e organizando competições para as modalidades de basquete, natação, tiro esportivo, remo, wrestling e handebol.

Presente nos 26 estados e no Distrito Federal, a organização possui acordo com 20 Confederações e três Ligas Nacionais – Liga de Basquete Feminina, Liga Nacional de Basquete e a Liga Nacional de Polo Aquático. No início deste ano, o CBC também alcançou a marca inédita de mil clubes integrados ao Programa de Formação de Atletas.

“Nós buscamos, por meio dos clubes, criar melhores condições aos atletas em termos de desempenho e conquistas de medalhas. Em um ano olímpico, o papel que exercemos no dia a dia para os esportistas ganha ainda mais relevância e responsabilidade”, disse Paulo Maciel, presidente do Comitê Brasileiro de Clubes.

Nas parcerias com Confederações, o CBC apoia a organização de Campeonatos Brasileiros Interclubes (CBI), que define o calendário de competições dos mais variados esportes durante o ano. Por meio do Programa de Formação de Atletas, a organização custeia a passagem aérea dos integrantes da equipe de arbitragem e dos próprios atletas nesses campeonatos.

Alguns números atestam a importância do trabalho do Comitê Brasileiro de Clubes para o esporte nacional. Somente em 2023, o suporte da organização refletiu nos resultados do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, onde foram conquistadas 205 medalhas. Dessas, 70% tiveram a contribuição de nomes formados em agremiações parceiras do CBC, evidenciando a eficácia do programa.

Nos últimos Jogos Olímpicos, em Tóquio, por exemplo, 88% da delegação eram de clubes ligados à entidade. Das 21 medalhas conquistadas, 15 foram de atletas de clubes formadores.

Compartilhe