Marketing Esportivo

As homenagens ao legado de Ayrton Senna em ímola

Vários pilotos e equipes realização tributos ao brasileiro, incluindo a participação do tetracampeão mundial Sebastian Vettel

As homenagens ao legado de Ayrton Senna em ímola
Foto: Pascal Rondeau/Getty Image

22 de maio de 2024

3 minutos de Leitura

O fim de semana do GP da Emília-Romanha de F1, no circuito Enzo e Dino Ferrari, em Ímola, contará com diversas homenagens a Ayrton Senna. Vários pilotos e equipes realização tributos ao brasileiro, incluindo a participação do tetracampeão mundial Sebastian Vettel.

Apesar da parceria entre Ferrari e Ayrton nunca ter acontecido, a escuderia italiana terá o nome do piloto no carro pela primeira vez. Honrando a memória de Senna, a equipe carregará adesivo celebrando o legado do tricampeão mundial.

Foto: Divulgação

Fã declarado do brasileiro, Pierre Gasly, da Alpine, se juntará às homenagens e usará capacete especial com design semelhante ao clássico casco utilizado por Senna na Fórmula 1.

“Prestarei tributo a um dos melhores pilotos de F1 de todos os tempos, além de um dos meus ídolos, em Ímola. Vou usar um capacete com pintura especial para recordar o legado de Ayrton”, afirmou Gasly.

Além disso, Vettel também promoveu uma corrida a pé no circuito italiano. Como parte da iniciativa, todos os pilotos de F1, F2 e F3 também foram convidados para participar e usar camisetas com as inscrição #FOREVERSENNA, que depois serão leiloadas e terão a verba arrecada destinada ao Instituto Ayrton Senna e à V5 Projects, organização fundada pelo piloto alemão.

Foto: Divulgação

Outra homenagem muito aguardada para esse final de semana, no domingo, dia da prova principal, Sebastian Vettel retornará à F1 para pilotar o MP4/8, último carro de Senna na McLaren. O monoposto ajudou o brasileiro a conquistar cinco vitórias na categoria; dentre elas, as mais marcantes no GP da Europa em Donnington Park e o GP do Brasil, no Autódromo de Interlagos.

“Mais tarde, na minha carreira de piloto, aprendi muito sobre ele com as pessoas dentro e ao redor do Paddock, com suas histórias sobre ele como pessoa e piloto. O que eu particularmente valorizei nele, muito mais tarde, foi que ele não foi apenas um dos melhores pilotos de corrida de todos os tempos, mas também ter mostrado compaixão e apoio aos problemas sociais e à pobreza, muitas vezes difíceis, que afetavam seu país natal, o Brasil”, comentou Vettel.

Como parte das homenagens, a região da Emilia Romagna também divulgou programa de celebrações em memória a Senna e Roland Ratzenberger, outra vítima fatal no GP de San Marino de 1994. O projeto foi apresentado pelo prefeito de Ímola e o governador da região e se chama “Senna 30 Years”. A iniciativa acontecerá no circuito de Ímola entre 21 de março e 02 de junho.

Compartilhe