Indústria

adidas investigará casos de corrupção na China

A carta com a denúncia anônima acusa executivos da empresa de terem desviado milhões de euros

adidas investigará casos de corrupção na China
Foto: Reprodução

19 de junho de 2024

2 minutos de Leitura

A adidas anunciou que investigará casos de corrupção na China envolvendo seus funcionários. A carta com a denúncia anônima acusa executivos da empresa de terem desviado milhões de euros.

De acordo com o jornal britânico Financial Times, a carta é atribuída a “funcionários da Adidas na China”, que acusam especificamente vários empregados chineses de receberem subornos em cerca de € 250 milhões por ano, incluindo um executivo do departamento de orçamento de marketing.

Os denunciantes afirmam que os funcionários em questão receberam subornos de fornecedores externos da adidas e acrescentam que outro gerente sênior, colocado em uma divisão diferente, recebeu “milhões em dinheiro de fornecedores e imóveis”.

Segundo a AFP, um porta-voz da empresa disse que a adidas recebeu no dia 7 de junho uma carta anônima indicando possíveis violações de conformidade no país e que está investigando exaustivamente este caso em colaboração com consultores jurídicos externos.

O grupo alemão já havia enfrentado problema pouco tempo atrás com a separação do rapper americano Ye por suas declarações antissemitas. Agora, enfrenta este caso no país asiático, onde as suas vendas voltaram a subir no ano passado, após queda devido a pandemia de covid-19. 

A adidas, que entrou na China em 1997, tem hoje 14 fábricas e realizou 15% das suas vendas globais de 2023, ou seja, € 3,2 bilhões, com um crescimento de 8% em um ano.

Compartilhe