Tecnologia

Mais de 32 mil torcedores já ingressaram na Ligga Arena com reconhecimento facial

Athletico investe na atualização das fotos de sócios e cadastramento dos novos compradores

Mais de 32 mil torcedores já ingressaram na Ligga Arena com reconhecimento facial
Foto: Divulgação

05 de junho de 2024

3 minutos de Leitura

A segurança e agilidade no acesso a estádios por meio da tecnologia de reconhecimento facial tem feito esta se tornar uma tendência entre os clubes no Brasil e no mundo, entre elas, na Ligga Arena, do Athletico-PR, que começou em novembro de 2023, por meio da torcida visitante.

Desde essa implantação até os primeiros dias de junho deste ano, já foram 32.315 torcedores acessando o estádio por meio da funcionalidade.

Parte deste status se deve à parceria entre o Rubro-Negro e a Imply Tecnologia, que teve início em 2014, com soluções para venda de ingressos, gestão de sócios e controle de acessos. Em 2017, fruto também da colaboração o clube paranaense foi o pioneiro no país ao adotar a biometria digital em 100% do estádio.

Com a conclusão da instalação dos 122 bloqueios com sistema de Reconhecimento Facial, em 14 portões da arena, agora o Athletico investe na atualização das fotos de sócios e cadastramento dos novos compradores de ingressos. A meta é de que, em breve, o acesso em todos os portões seja feito por meio do reconhecimento facial.

A proposta do upgrade no sistema é transformar a entrada de sócios e torcedores na Ligga Arena. O cadastro facial de sócios e torcedores pode ser realizado com praticidade por cada usuário, de forma online e remota através da Plataforma ElevenTickets Imply, sem a necessidade de ir até o estádio. Além da segurança e agilidade, o reconhecimento facial ainda oferece uma ótima experiência aos torcedores, com uso intuitivo e seguro. É possível acessar somente com o rosto, sem precisar carregar ingressos físicos ou cartões, e a validação acontece em menos de 1 segundo.

Um dos grandes diferenciais do Sistema Imply na Ligga Arena é a integração do controle de acessos com a base de dados do Governo. A iniciativa já se demonstra eficaz desde a utilização da biometria digital, ao identificar torcedores com impeditivos de acesso ao estádio, reduzindo os índices de violência e consolidando a segurança do local para promover eventos esportivos de forma pacífica.

Esse processo de conferência da imagem capturada com órgãos do governo, garante uma qualificação de que a foto e o documento apresentados são verdadeiros e pertencem realmente à pessoa cadastrada. Durante o processo de captura, além de utilizar tecnologias para fotos de alta qualidade, o algoritmo de cadastro facial utiliza mais de 100 pontos de reconhecimento na face. No entanto, apenas 30 destes são necessários para o reconhecimento.

Parte importante do processo, os leitores do recurso identificam meticulosamente características como pontos faciais e volumetria, e comparam com os cadastros disponíveis no banco de dados, para autenticar a identidade do usuário. Utilizamos algoritmos de inteligência artificial e aprendizado profundo para aumentar a velocidade e precisão da plataforma. Outro diferencial é o live detection, a detecção de vivacidade em tempo real detecta movimentos e expressões faciais, impedindo tentativas de uso de fotos ou vídeos, por exemplo, para o credenciamento e acesso.

Compartilhe