Indústria

Red Bull estuda entrar na NBA com uma nova franquia em Las Vegas

A companhia irá competir com vários outros pretendentes, incluindo jogadores atuais e antigos da liga, como Shaquille O’Neal e LeBron James

Red Bull estuda entrar na NBA com uma nova franquia em Las Vegas
Foto: Noah Graham

24 de junho de 2024

2 minutos de Leitura

A Red Bull estuda a possiblidade de realizar uma oferta para um novo time de basquete da NBA, com sede em Las Vegas. Para a aquisição, a companhia irá competir com vários outros pretendentes, incluindo jogadores atuais e antigos da liga, como Shaquille O’Neal e LeBron James.

De acordo com Bloomberg, as deliberações atualmente são apenas internas e estão em seus estágios iniciais, sendo o preço de entrada, cerca de US$ 4 bilhões, um fator considerável em qualquer oferta em potencial. Cada uma das três últimas equipes da NBA vendidas tinham o valor em US$ 3 bilhões ou mais.

Se alguma das partes que possui interesse decidir fazer uma oferta, ela precisará obter a aprovação primeiro pela NBA. Desde 2004, quando Charlotte passou a ter uma franquia, a liga segue com 30 equipes.

Além de Las Vegas, Seattle e Cidade do México são algumas opções mais prováveis como novas franquias na liga para sua expansão. A cidade, em particular, tem um histórico recente de tentativas de atrair mais equipes esportivas para impulsionar sua posição como atração turística.

“Houve alguma discussão sobre um retorno de Seattle à liga, é algo em potencial. Também temos Las Vegas, eles estão muito interessados em obter um time da NBA. Por fim, a Cidade do México também é uma opção futura. Mas não são só elas, várias outras cidades nos procuraram para sediar uma franquia. Temos muitos interessados. E estou falando dos EUA e Canadá”, disse o comissário Adam Silver.

“Não está determinado que vamos expandir desta vez. Mas sei que há um enorme interesse por trás disso. E, para mim, sim, há pessoas ricas e instituições que gostariam de investir e comprar equipes da NBA. Mas acho que temos que olhar a questão de diluição”, acrescentou.

Vale lembrar que a Red Bull já marca presença nos esportes americanos, com uma equipe de New York na MLS, liga de futebol norte-americana. Ainda no futebol, controla o Red Bull Bragantino (Brasil), Red Bull Salzburg (Áustria), RB Leipzig (Alemanha) e recentemente comprou ações no Leeds United (Inglaterra). Além disso, possui duas equipes de Fórmula 1 e uma equipe de ciclismo, a Bora-Hansgrohe.

Compartilhe