Indústria

Uefa lança projeto de futebol feminino infantil em parceria com a Disney

‘Playmakers’ foi inspirado em pesquisas acadêmicas que mostram o papel positivo do storytelling em ajudar as crianças a praticar esportes

13 fev, 2020

A UEFA e a Disney uniram forças para um programa de futebol feminino infantil que usará filmes de animação da empresa para incentivar meninas entre 5 e 8 anos de idade a se exercitarem regularmente. O projeto visa também dar o pontapé inicial no amor das crianças pelo futebol.

Batizado de ‘Playmakers’ e inspirado em pesquisas acadêmicas que mostram o papel positivo do storytelling em ajudar as crianças a praticar esportes, o programa tem como objetivo principal aumentar a proporção de meninas que atendem aos padrões mínimos de atividade física da Organização Mundial da Saúde (OMS). Atualmente, esse número é de apenas 16%.

“Se você vai ensinar futebol por meio do poder de contar histórias, precisa fazê-lo com as melhores histórias e personagens do mundo, e a Disney é o parceiro perfeito para isso. Ao pegar essa mágica da Disney e implementar o primeiro programa de futebol de base pan-europeu para meninas, daremos a qualquer garota a melhor oportunidade possível para se apaixonar pelo futebol”, disse Nadine Kessler, diretora de futebol feminino da Uefa.

“Essa brilhante iniciativa é outro grande exemplo do compromisso de longo prazo da Disney em ajudar as gerações futuras a levar estilos de vida mais saudáveis. Usando nossos personagens e histórias tão amados como força para o bem, podemos realmente fazer a diferença e inspirar famílias e crianças a serem mais ativas. Por isso, estamos muito orgulhosos de que, ao fazer parceria com a Uefa no primeiro programa pan-europeu de futebol feminino, incentivaremos mais e mais meninas de toda a região a se tornarem ativas, ganharem confiança e participarem do futebol, tudo em um ambiente que foi projetado especificamente para elas”, comentou Nicole Morse, vice-presidente de marketing integrado da Disney para Europa, Oriente Médio e África (EMEA).

O projeto é fruto de uma pesquisa encomendada pela Uefa à Universidade Beckett, de Leeds, na Inglaterra. O relatório dissertou sobre os motivos que levam meninas a participar de esportes, identificando os melhores métodos de treinamento esportivo para criar um ambiente de aprendizagem seguro e divertido. As descobertas colocam ênfase particular nos benefícios da educação baseada em brincadeiras.