Indústria

Por avanço da pandemia, Brasil não terá Fórmula 1 em 2020

É a primeira vez desde a temporada de 1973 que a etapa brasileira não será realizada

24 jul, 2020

A Fórmula 1 não virá para o Brasil em 2020. A pandemia do coronavírus fez com que a categoria abandonasse os planos de realizar a prova no Autódromo de Interlagos, bem como as etapas nos Estados Unidos, Canadá e México. É a primeira vez desde a temporada de 1973 que a tapa brasileira não será realizada.

Agora, a Liberty Media, proprietária da F1, avalia a melhor forma de cumprir sua agenda. Para tal, a empresa adicionou três corridas extras na Europa, todas em locais que não disputaram a F1 recentemente. Os circuitos de Nurburgring (Alemanha – 11 de outubro) e Imola (Itália – 1º de novembro) voltarão ao cronograma após uma longa ausência, enquanto o Algarve (Portugal – 25 de outubro) realizará uma prova pela primeira vez.

“Queremos agradecer a todos os nossos parceiros novos e existentes e às autoridades nacionais pelo trabalho e esforço realizados nos últimos meses. Embora seja decepcionante não ser possível competir nas Américas este ano, estamos ansiosos para voltar na próxima temporada e sabemos que as corridas em nosso calendário revisado continuarão empolgando nossos fãs e oferecendo novos desafios para as equipes e pilotos.”, destacou a F1 em nota.

Recentemente, o chefe da equipe Mercedes, Toto Wolff, já havia declarado que dificilmente as escuderias viajariam para as Américas, já que esses quatro países seguem com um cenário preocupante em relação ao número de casos de Covid-19.

A Fórmula 1 segue com o seu objetivo de realizar ao menos 15 corridas até dezembro. Por enquanto, 13 provas estão confirmadas.