Contra violência e fake news, Corinthians promove “apagão” nas redes sociais

A comunicação do clube não fará nenhuma atualização até 10h da próxima segunda-feira

abril 22, 2022

O Corinthians se posicionou fortemente contra o clima de violência no ambiente do futebol e a disseminação do ódio e das fake news nas redes sociais. Para tal, a comunicação do clube não fará nenhuma atualização entre às 10h de hoje (22) até 10h da próxima segunda-feira (25).

Segundo o comunicado divulgado pelo clube, “a medida visa a conscientizar a fiel torcida e a sociedade em geral a respeito do discurso de ódio, tornando o debate do futebol especialmente tóxico e chegando ao extremo do risco físico e trauma psicológico para os profissionais do esporte – atletas ou não – e suas famílias.”.

Sobre as fake news, o clube afirma que a imprensa tradicional visa monetizar a repercussão de notícias falsas, dando exemplo da recente acusação de racismo ao cumprir a lei e barrar dois menores desacompanhados que tentavam entrar para assistir a uma partida apresentando ingressos inválidos.

“Não podemos mais permanecer imóveis diante de um contexto que ameaça todos os clubes e jogadores. É preciso que a sociedade reflita sobre qual futebol quer para si, para suas famílias, para o presente e para o futuro”, destacou Duilio Monteiro Alves, presidente do Corinthians.

Recentemente, Cássio, Gil, Willian e Paulinho e seus familiares foram ameaçados por torcedores em suas redes sociais. O goleiro chegou a registrar um boletim de ocorrência.

Por fim, o Corinthians destaca que esta será a primeira de muitas medidas que deverão envolver as diretorias e todo o ecossistema do clube.