Streaming

Streaming supera Tv a cabo em número de assinantes. E o esporte?

No atual cenário, o setor esportivo começou a ganhar espaço entre as empresas do setor

22 mar, 2019

Por Eduardo Esteves

 

Se há poucos anos o streaming limitava-se a oferecer filmes e séries, rapidamente esse cenário mudou. O esporte, que seguia como ponta de sobrevivência dos meios tradicionais graças à melhor capacidade de transmissão ao vivo, começou a ganhar espaço entre as empresas do setor. E este protagonismo deve aumentar em breve.




De acordo com um relatório da Motion Picture Association of America (MPAA), pela primeira vez na história o número de assinantes de serviços de streaming no mundo superou o de TV a cabo. Enquanto o primeiro encontra-se na casa dos 556 milhões (queda de 2%), o segundo avançou 27% e registra 613.3 milhões de usuários globalmente. Ao todo, foram 131.2 milhões novas assinaturas em 2018.

O aumento contínuo do fluxo de vídeo não é surpresa, já que empresas como Amazon, CBS, Hulu e Netflix cresceram nos últimos anos para competir com redes de televisão tradicionais. Além disso, Apple, Disney e NBCUniversal estão prontos para apresentar suas próprias plataformas nos próximos meses.

Leia também: DAZN fecha com Desimpedidos para crescer no Brasil

Ainda que filmes, séries e conteúdos originais puxem a fila da preferência, o  esporte está longe de ser ignorado, tendo ESPN+, Amazon e DAZN como as atuais protagonistas. No futebol, a primeira é dona dos direitos exclusivos da Serie A Italiana para os Estados Unidos em um acordo que garante a transmissão de mais de 340 jogos do torneio para o país. A plataforma de streaming da ESPN adquiriu no ano passado os direitos de transmitir a Eredivisie (Campeonato Holandês), a CSL (Superliga Chinesa) e a Hyundai A-League (Campeonato Australiano), além da Westfield W-League (Campeonato Australiano Feminino).

Ainda em território americano, a Amazon possui acordos com a NBA para o League Pass, com a MLB para distribuir a MLB.Tv, com a NFL, para transmissões exclusivas do Thursday Night Football, além da Laver Cup, de tênis, e o AVP Pro, de vôlei de praia. No Reino Unido, oferece diversos torneios de tênis do circuito da ATP em um pacote que inclui o US Open, além de um acordo histórico para os badalados duelos da Premier League.

Neymar e Mourinho são os novos embaixadores da DAZN

Apesar de ser mais nova entre todas citadas, a DAZN, plataforma de vídeos da marca do grupo Network Brasil (NWB), já atua no Brasil, Estados Unidos, Espanha, Canadá, Itália, Japão, Áustria, Suíça e Alemanha. Pelo seu forte avanço em um curto espaço de tempo, tem sido usada constantemente pelas marcas para ativações com o público fã de futebol, especialmente entre os mais jovens.

A estratégia comum aos mercados é usar a transmissão aberta de torneios (por aqui a Serie A italiana, Ligue 1 e Copa Sul-Americana), para começar a ganhar espaço entre as gigantes. Com um poderio financeiro de respeito, a empresa conta com Cristiano Ronaldo, Neymar , Jose Mourinho e Marc Márquez (MotoGP) como principais embaixadores.

Exclusivo: Netflix supera Tv aberta e a cabo na preferência dos americanos

Voltando ao relatório, apesar da importante conquista, o mercado global de streaming fica em terceiro lugar no quesito faturamento. Mesmo com perdas de assinantes, os pacotes de canais a cabo obtiveram receita de US$ 118 bilhões no ano passado. A TV por satélite figura na segunda posição.

Nos EUA, mercado referência se tratando do setor de entretenimento, o público ainda prefere a televisão ao meio digital, com a  programação a cabo sendo vista por 80% dos norte-americanos, superando em 10% o público que consome streaming.

Ainda imbatível diante da “ameaça” destes serviços, o conteúdo ao vivo continua sendo o carro-chefe da televisão quando se trata de esportes. O fato apenas reforça a necessidade dos players seguirem investindo alto por direitos de transmissão, mesmo que ainda seja visto por muitos como um meio alternativo aos grandes eventos ou para terem uma distribuição que não existia anteriormente.

Em um cenário de exibições sustentáveis, esta tecnologia certamente mudará toda uma indústria.