Indústria

Especial | Clubes europeus se aproximam dos fãs brasileiros

Com iniciativas distintas, PSG, Manchester United e Manchester City buscam nos dados informações sobre o torcedor do país

20 nov, 2017

Por Eduardo Esteves

 

O recorrente debate sobre torcedores brasileiros que torcem para clubes da Europa parece ganhar um novo capítulo a cada dia. E há quem esteja acompanhando esta mudança de perto. O tema é um prato cheio para veículos da imprensa toda vez que um clássico Barcelona x Real Madrid se aproxima (dada a popularidade de ambos por aqui) ou a contratação de um craque do nosso país movimenta o mercado por lá, como Neymar no PSG.

Na semana passada, o MKTEsportivo foi impactado por três iniciativas vindas de tradicionais equipes do Velho Continente em ações voltadas ao público de língua portuguesa. A primeira delas veio do Manchester United que utilizou sua base de e-mails para promover uma ação em parceria com a Deezer, sua parceira de música oficial. Em bom português, os Red Devils convidam os fãs a assinarem o serviço de música por streaming a preço promocional. Para tal, ativa também a possibilidade dos assinantes conhecerem o elenco principal em uma viagem com tudo pago para a Inglaterra.

deezer_united

Para tal, há a necessidade de um breve cadastro, que certamente será utilizado pelo clube como um valioso big data para conhecer sua audiência fora do Reino Unido e ofertar ações de acordo com o perfil da mesma.

Também buscando colher dados importantes sobre quem o acompanha no Brasil, o PSG convoca seus seguidores a responderem uma pesquisa e oferece 10% de desconto no futuro programa que será criado, o MyParisSG Brasil.  Nela, a equipe pede informações como e-mail, cidade, remuneração mensal, nível de fanatismo em relação ao clube (Pouco fã/Simpatizante/Fanático), entre outros.

O objetivo será construir um programa de filiação que atenda às reais necessidades declaradas. No terceiro passo do cadastro, o PSG apresenta duas categorias de associação que contempla, entre diversos benefícios, o acesso a conteúdos exclusivos, a PSG Tv, prioridade em ingressos e descontos em produtos. Para nós, os programas de sócio-torcedor do Brasil devem ficar ligados neste lançamento.

O PSG, por sua vez, figurou como terceiro europeu preferido dos brasileiros em uma pesquisa atrás somente de Barcelona e Real Madrid.  Sem Neymar, era apenas o décimo.

psg_brasil

Por fim, o Manchester City desembarcará novamente no Brasil. Se nós já destacamos um evento realizado no Rio de Janeiro, que contou com a presença de Elano, desta vez, a equipe estará em São Paulo reunindo torcedores para acompanharem juntos o duelo contra o Tottenham, dia 16 de dezembro. Preencher os campos pedidos pelo clube não garantirão a presença. O Manchester City deixa claro que se tratará de um evento exclusivo e irá selecionar os participantes.

O Big Data ganha cada vez mais espaço no esporte pois ajuda gestores a entender detalhadamente o perfil dos seus clientes. Com estas informações armazenadas, cruzadas e direcionadas aos serviços e canais corretos, auxilia players a reduzir custos e direcionar os recursos de forma mais eficiente. Enquanto os clubes brasileiros não buscarem conhecer à fundo seus torcedores – e não falamos de informações básicas como região, escolaridade, faixa salarial e hábitos – europeus serão vistos cada vez mais como concorrentes. Com a diferença que terão para si vantagens competitivas por esforços feitos anteriormente e um pilar fundamental nesta aproximação: a figura do ídolo.

city_saopaulo