Indústria

Por internacionalizar marca, LaLiga levará partida para os Estados Unidos

Liga espanhola firmou um acordo válido por 15 anos para explorar imagem na América do Norte

16 ago, 2018

Após uma relevante parceria com o Facebook antecipada pelo MKTEsportivo, a LaLiga assinou um acordo válido por 15 anos com a Relevent, multinacional de mídia, esportes e entretenimento, com o objetivo de chegar ao mercado americano e, consequentemente, internacionalizar sua marca.

A empresa foi escolhida após um longo processo que durou mais de um ano. Como ela tem como dono Stephen Ross, proprietário do Miami Dolphins, o estádio da equipe pode ser o escolhido para sediar o primeiro jogo da história da liga fora do território espanhol.

“Este é o próximo passo gigantesco na crescente popularidade do futebol na América do Norte. Esse relacionamento único criará novas oportunidades para milhões de fãs de futebol norte-americanos experimentarem o mais apaixonado, excitante e mais alto nível de futebol do mundo”, afirmou Stephen Ross, em entrevista à ESPN.

Importante ressaltar que o Canadá corre por fora na tentativa de abrigar o duelo. A imprensa local, no entanto, destaca a possibilidade de uma espécie de rodízio de sedes, afinal, o acordo foi firmado por 15 anos. Ainda não se tem informações sobre datas e quais equipes serão escolhidas.

“Estamos empenhados em aumentar a paixão pelo futebol em todo o mundo. Esse acordo inovador certamente dará um grande impulso à popularidade do esporte nos EUA e no Canadá. A Relevent encheu estádios nos EUA com a International Champions Cup (torneio de pré-temporada que acaba de ser realizado e é organizado pela empresa), e estamos entusiasmados em fazer parceria com eles nesta missão conjunta. Se na NBA e na NFL eles jogam partidas fora de seus países, por que não fazer isso com a liga espanhola?”, disse Javier Tebas, presidente da LaLiga.

O novo projeto será chamado LaLiga North America e terá Boris Gartner, ex-chefe de estratégia da Televisa, como comandante. A organização representará a liga nos EUA e no Canadá em todas as atividades relacionadas a negócios e desenvolvimento, inclusive vendas de direitos de transmissão na América do Norte.

Ainda no continente, a LaLiga deve lançar um projeto de academias de futebol para crianças e jovens, além de focar no desenvolvimento de treinadores de futebol juvenil. Iniciativas de marketing que contemplem ativações com fãs também fazem parte da novidade.