Patrocínio

NHL anuncia terceira parceria com casas de apostas

William Hill figurará ao lado da MGM Resorts International e da FanDuel Group, de propriedade da Paddy Power Betfair

28 mar, 2019

Seguindo a atual tendência do mercado esportivo americano, a NHL anunciou hoje o seu terceiro acordo com casas de apostas após a Suprema Corte dos EUA permitir parcerias do tipo. Desta vez, trata-se da britânica William Hill. Na liga, a empresa figurará ao lado da MGM Resorts International e da FanDuel Group, de propriedade da Paddy Power Betfair.




Como parte do acordo, a empresa poderá utilizar a marca da NHL em suas campanhas publicitárias, tendo em vista que as apostas envolvendo a liga aumentaram em 38% no próprio site da William Hill durante a atual temporada.

Podcast: Apostas esportivas – o impacto da legalização no esporte brasileiro

“Esta nova parceria é mais um exemplo da abordagem inovadora e prática que nossa liga está tomando com a emergente indústria de jogos esportivos”, disse Gary Bettman, Comissário da NHL. “Continuamos a trabalhar diretamente com as partes interessadas para cultivar relacionamentos em todo o cenário de apostas esportivas. A parceria com a William Hill, líder do seu mercado, oferece uma tremenda oportunidade para incentivar ainda mais o engajamento”, completou. Na NHL, a William Hill é patrocinadora do Vegas Golden Knights e New Jersey Devils.

Leia também: O grande passo dado pelo Brasil ao legalizar jogos e apostas

“Estamos entusiasmados em nos tornar um parceiro oficial de apostas esportivas da National Hockey League”, acrescentou Joe Asher, diretor-presidente da William Hill nos EUA. “Combinado com nossas parcerias existentes com o Vegas Golden Knights e New Jersey Devils, estamos extremamente animados para continuar a construir nosso relacionamento com a NHL”, finalizou.

Exclusivo: Estudo detalha o atual cenário do mercado de apostas

Vale lembrar que, em maio do ano passado, a Suprema Corte americana pôs fim a uma lei federal de 1992, que era conhecida como Lei de Proteção ao Esporte Profissional e Amador (PASPA). A regra proibia apostas esportivas na grande maioria dos estados do país, mas, ao mesmo tempo defendia uma lei estadual de Nova Jersey que permitia a prática em cassinos e hipódromos para crianças de mais de 21 anos.

EXCLUSIVO: Quanto as principais ligas dos EUA poderiam arrecadar com apostas?

Após a decisão, a NBA foi a primeira grande liga esportiva do país a aproveitar a mudança e fechou um acordo de US$ 25 milhões com a gigante de hospitalidade e entretenimento MGM Resorts International, que se tornou parceira oficial de jogos não só da própria NBA como também da WNBA. Posteriormente, Dallas Cowboys (NFL), MLB e MLS fecharam com a mesma empresa, a Winstar World Casino and Resort.