Patrocínio

Com ‘ajuda’ da NBA, Liga Africana de Basquete fecha com Nike e Jordan Brand

O acerto foi facilitado pela marca já ser parceira de ambas entidades

31 jul, 2019

A Liga Africana de Basquete (BAL), fruto de uma colaboração entre a NBA e a Federação Internacional de Basquete (Fiba), anunciou que a Nike e a Jordan Brand serão as fornecedoras de material esportivo da competição. O acerto foi facilitado pela marca já ser parceira de ambas entidades.

Pelo contrato, a Nike e a Jordan serão as responsáveis pelos uniformes de jogo e treino, meias e demais peças do vestuário. Metade das equipes terá o swoosh estampado na camisa, enquanto a outra metade vestirá a marca de Michael Jordan.

“Esses anúncios marcam outro importante marco do que será uma primeira temporada histórica para a Liga Africana de Basquete. Agora temos sete grandes cidades-sede para jogar e nossa primeira parceria com um fornecedor de classe mundial. Agradecemos aos nossos primeiros parceiros Nike e Jordan Brand por nos apoiar nesta jornada e garantir que nossas equipes tenham os melhores uniformes e produtos para exercerem o seu melhor”, disse Amadou Gallo Fall, presidente da BAL.

A criação da Liga Africana de Basquete representa a primeira vez que a NBA se envolve na operação de uma competição fora da América do Norte e ratifica o mercado africano como estratégico para a liga. Desde 2015, já foram realizados três jogos no continente.

Ao todo, 12 equipes disputarão a BAL e serão divididas em duas conferências para a temporada regular, cada uma com três cidades anfitriãs. São elas: Cairo (Egito), Dakar (Senegal), Lagos (Nigéria), Luanda (Angola), Rabat (Marrocos) e Monastir e Túnis (Tunísia).

As três melhores equipes de cada conferência se classificarão para o “Super 6”, que sarão quatro times para as semifinalistas. O Final Four e a decisão serão disputadas em Kigali, Ruanda.