Indústria

Em ascensão, PSG apresenta balanço com recorde de faturamento

7 nov, 2019

O Paris Saint-Germain registrou um faturamento recorde de € 637.8 milhões na temporada 2018/19. Número este que pode ser explicado, principalmente, pelos novos contratos de patrocínio do clube, que representaram um aumento de 17.7% em relação ao mesmo período anterior (€ 541.7 milhões).

No evento de apresentação do balanço, Nasser Al-Khelaïfi, proprietário do PSG, fez questão de exaltar a renovação com a Nike e a chegada da ALL, marca do grupo hoteleiro Accor, para 2019/2020. Segundo ele, “os dois maiores contratos de patrocínio da história do time”. No total, esses dois acordos são avaliados em cerca de € 150 milhões por ano, aos quais se soma a contribuição de 12 novos parceiros que acabaram de chegar ao clube parisiense.

“A marca PSG continua sua ascensão, construindo uma atratividade que nunca atingiu, especialmente com as principais marcas internacionais”, disse Al-Khelaïfi.

Outro ponto exaltado pelo mandatário foi a presença da torcida no Parc des Princes, tendo esgotado os assentos em 60 partidas consecutivas. As receitas com matchday, que envolvem bilheteria e estabelecimentos, atingiram € 115 milhões, contra € 24 milhões em 2011, antes da entrada na capital do clube. Já os direitos de TV representaram € 156 milhões, enquanto a venda de produtos (merchandising) gerou € 60.4 milhões. Neste último caso, o aumento de 9.2% é colocado na conta da parceria com a marca Jordan.