Futebol

LaLiga quer antecipar retorno para 12 de junho

Entidade tem realizado testes em todos os clubes para garantir ao máximo a segurança e a saúde de todos os envolvidos com a modalidade

11 maio, 2020

O técnico do Leganés, Javier Aguirre, se adiantou ao afirmar em entrevista que a LaLiga estaria pretendendo voltar aos gramados espanhóis no dia 20 de junho. No entanto, neste domingo (10), ao participar do programa “El Partidazo”, da Movistar, emissora oficial do torneio na Espanha, o presidente da entidade, Javier Tebas, colocou uma nova data, 12 de junho, como meta para o retorno.

“Quando a LaLiga reiniciar, que eu gostaria que fosse no dia 12 de junho, haverá futebol todos os dias. Essa é a ideia: futebol todos os dias para que possamos terminar a competição. As duas ligas serão reiniciadas ao mesmo tempo. A LaLiga SmartBank (segunda divisão) jogará os playoffs de acesso nas mesmas condições de sempre. Precisamos terminar nossas competições nacionais antes de 31 de julho, se possível, e depois as competições europeias em agosto”, afirmou Tebas, referindo-se às competições organizadas pela UEFA (Champions League e Europa League).

Apesar do objetivo de retomar em um mês, o profissional também deixou claro que terá cautela antes de cravar a data exata. Para tal, tem realizado testes em todos os clubes da LaLiga Santander e da LaLiga SmartBank para garantir ao máximo a segurança e a saúde de todos os envolvidos com o futebol espanhol.

“Temos que ter cuidado, pois dependerá de muitos fatores, como o aumento potencial das infecções. São fatores que não dependem do futebol, mas da sociedade. Temos que ter muito cuidado, seguindo sempre as medidas de saúde. O vírus ainda está aí. Com menos infecções, mas ainda está”, completou o executivo.

Tebas ainda comentou sobre o novo modelo de transmissão das partidas das duas competições.

“Estamos trabalhando em conjunto com emissoras nacionais e internacionais sobre como transmitir o futebol. Esperamos ter alguns planos sólidos esta semana. Também estamos realizando testes virtuais e de acústica. Não quero adiantar nada, já que não poderemos ter torcedores nos estádios, mas as coisas vão mudar. Poderemos mover as câmeras para gerar novos ângulos, por exemplo. Não ter torcedores no estádio é uma tragédia, mas vamos aproveitar ao máximo a situação para garantir que aqueles que assistam em casa possam curtir o futebol o máximo possível”, finalizou.

Na Espanha, especula-se que o futebol local poderia adotar algo parecido com o que fez o Aarhus, clube da primeira divisão da Dinamarca. O time fechou uma parceria com o aplicativo de videoconferência Zoom e fará uma ação pioneira no próximo dia 29 de maio.