Indústria

Sobre possível retorno, NBA fala em sede única e portões fechados

Liga fala em esperar até junho para tomar decisões mais definitivas e cogita um prolongamento da temporada até dezembro

11 maio, 2020

Uma reunião do comissário da NBA, Adam Silver, com representantes dos atletas serviu para a liga apresentar alguns planos de retorno às quadras, que segue sem previsão. Segundo o executivo, os jogos seriam com portões fechados e com um número reduzido de sedes, evitando que os times tenham que viajar a todo instante.

Leia também: NBA amplia força no digital com novo programa no YouTube

Leia também: NBA 2K League anuncia parceria multiplataforma com ESPN

Leia também: NBA e WNBA lançam máscaras contra Covid-19

Leia também: Microsoft será parceira oficial da NBA em 2020/2021

“Não há sentido em adicionar risco de viajar se não haverá público. Achamos que é melhor fazer em um ou dois locais os jogos”, disse Silver, que ainda revelou que alguns locais especulados pela NBA para receber toda a fase decisiva da temporada 2019/2020 são Orlando (Flórida) e Las Vegas (Nevada).

Em entrevista à ESPN americana, o executivo falou sobre a ideia de fazer todas as disputas dos playoffs em melhor de sete jogos, no formato tradicional que já ocorre. Porém, não descarta-se a possibilidade de “algum tipo de torneio de play-in” para determinar as equipes classificadas aos playoffs, uma vez que a competição foi paralisada no dia 11 de março ainda em meio à disputa da temporada regular e sem a definição dos times que avançariam à fase decisiva.

Recentemente, os jogadores da NBA começaram a retomar o treinamento individual voluntário nas instalações de algumas equipes, mas apenas naquelas estruturas localizadas em cidades com autorização dos serviços de saúde. A NBA fala em esperar até junho para tomar decisões mais definitivas e cogita, inclusive, um prolongamento da temporada até dezembro, o que prorrogaria o término de 2019/2020 em meio ano e atrasaria o início da temporada 2020/2021 em pelo menos três meses.