Patrocínio

Panasonic segue Toyota e se afasta de Tóquio 2020

Empresas japonesas estão preocupadas com a repercussão negativa do evento na sociedade local

21 jul, 2021

Mais uma marca japonesa acaba de se afastar dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Após a Toyota desistir de fazer ativações relacionadas ao evento, a Panasonic irá seguir a mesma estratégia. De acordo com a agência Nikkei Asia, os executivos da empresa decidiram não participar da cerimônia de abertura dos Jogos.

Os Jogos Olímpicos sempre foram um grande atrativo para as marcas, ainda mais para que as que investem e tornam-se parceiras do Comitê Olímpico Internacional (COI).No entanto, com diversas críticas feitas pela sociedade japonesa, os Jogos de Tóquio viraram um “pesadelo”.

Em junho surgiram relatos de que patrocinadores olímpicos baseados no Japão haviam recrutado empresas de consultoria para aconselhá-los sobre se devem avançar com os planos de marketing olímpicos ou limitar sua associação a um evento que poderia prejudicar suas marcas. As mais de 60 empresas japonesas pagaram juntas US$ 3 bilhões para patrocinar o evento.

Com as pesquisas de opinião pública japonesas mostrando consistentemente que a maioria dos cidadãos japoneses é contra a realização dos Jogos durante a pandemia, Toshiro Muto, chefe do comitê organizador, disse que o evento ainda pode ser cancelado se os casos continuarem a aumentar.

“Não podemos prever o que vai acontecer com o número de casos de coronavírus. Portanto, continuaremos as discussões se houver um pico nos casos. Concordamos que, com base na situação do coronavírus, convocaremos novamente conversações de cinco partes. Neste momento, os casos de coronavírus podem subir ou descer, então pensaremos sobre o que devemos fazer quando a situação surgir”, disse Muto.

Um porta-voz de Tóquio 2020 disse mais tarde que os organizadores estavam “concentrando 100% na realização dos Jogos”.