O plano de marketing para tornar Endrick uma figura global do esporte

Jogador tem sua imagem trabalhada há dois anos e será reforço do Real Madrid em 2024

novembro 21, 2023

Uma das grandes atrações da seleção brasileira nesta data FIFA, Endrick tem desfrutado de um momento de ampla exposição na mídia. Recentemente, o MKTEsportivo adiantou ao mercado que ele é o novo embaixador da New Balance no futebol. Este pode ser visto como o primeiro grande capítulo de um trabalho global feito em torno de sua imagem.

O quarto mais jovem jogador a estrear com a amarelinha, o atacante do Palmeiras de apenas 17 anos tem sua imagem trabalhada há dois anos. O MKTEsportivo, inclusive, foi o único portal do mundo a detalhar os bastidores da elaboração do seu plano estratégico. E que agora tem mais novidades.

“O momento comercial do Endrick é o melhor possível. Apesar de jovem, o atleta vem obtendo conquistas significativas. Atualmente, ele é titular e está em uma sequência muito boa de atuações, marcando gols, dando assistências, foi convocado pela Seleção Brasileira principal para atuar em dois jogos de grande visibilidade, além de ter sido contratado por um dos mais importantes clubes do mundo. Então o momento sem dúvida é especial”, disse Fábio Wolff, colunista do MKTEsportivo e sócio da Wolff Sports, agência de marketing esportivo que possui exclusividade para negociar os patrocínios do atleta.

Endrick defenderá o Real Madrid em 2024, quando completa 18 anos. Durante o período em que segue atuando em território nacional, o cuidado com a construção da sua imagem tem sido um ponto de atenção, uma vez que no Brasil dificilmente os atletas absorvem a necessidade de ativar uma mentalidade comercial.

Endrick em sua primeira coletiva de imprensa como jogador da seleção / Foto: Joilson Marconne / CBF

“No cenário nacional, os pilares [de trabalho] são diferentes, já que os atletas daqui não se vestem como um produto, não falam e não se vendem como tal. Outra coisa que deve ser destacada, é que em nosso ramo as decisões acerca de embaixadores de uma determinada marca, são ações de altíssima responsabilidade. Então não basta apenas ser fora de série, o comportamento fora de campo é um pilar determinante para a formação de uma parceria de sucesso”, salientou Fábio.

Recentemente, Endrick aproveitou a realização do GP de São Paulo de Fórmula 1 para promover sua imagem no mercado publicitário. Apenas no Instagram, o jogador ganhou quase meio milhão de seguidores em trinta dias, fato que brilha os olhos de grandes empresas.

“No exterior, o mercado de atletas é um setor bem consolidado e possui suas diferenças com relação ao que acontece aqui. No contexto norte-americano, por exemplo, os atletas são vistos como um produto e dividem as atenções de grandes marcas com celebridades de outros segmentos”, acrescentou.

Como está na vitrine do futebol mundial, aliado à sua jovialidade, Endrick tem sido procurado por diversas marcas. Por este motivo, existe o receio de não banalizar a imagem do atleta e fechar apenas com marcas que tenham sinergia com o mesmo.

Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

“Não estamos buscando quantidade e nem uma troca financeira. Almejamos um número limitado de marcas e que façam sentido com o perfil do atleta. Se dentro de nossas interpretações, entendermos que a marca não se encaixa, não faremos negócio. O objetivo é sempre que as empresas parceiras do jogador fortaleçam a sua imagem, para agregar valor, além da empresa ser beneficiada com a parceria, o mesmo tem que ocorrer com a imagem do jogador”, detalhou Fábio Wollf.

No Real Madrid, é inegável que ele entrará em um novo patamar no marketing esportivo. Atuando no Velho Continente, fãs espalhados pelo mundo terão contato com a joia do futebol brasileiro e, consequentemente, o impacto será 360.

“Sem dúvida ele terá uma escalada tanto nas redes sociais como na popularidade a nível mundial. Sua ida ao Real Madrid terá um impacto direto na imagem do atleta, a participação do Endrick em grandes eventos esportivos irá torná-lo uma figura global”, finalizou.

Compartilhe: