Indústria

LaLiga marca data e escolhe clubes que jogarão nos Estados Unidos

Liga espanhola passa por cima de protestos das equipes e mandará jogos fora do território espanhol

5 set, 2018

Alheia aos protestos de todos os capitães da liga, a LaLiga já marcou a data e os clubes que jogarão uma partida do torneio em território norte-americano. De acordo com o diário Sport, Barcelona e Girona farão o clássico catalão em Miami, dia 27 de janeiro.

Para compensar a mudança repentina, a entidade espanhola irá reembolsar os torcedores do Girona que já adquiriram o ingresso para o duelo. Já alguns detentores dos carnês de temporada ganharão voo gratuito para a Flórida. Pela partida, o Girona irá receber US$ 4.5 milhões.

Em agosto, o MKTEsportivo antecipou o projeto de internacionalização proposto pela elite espanhola de levar algumas partidas oficiais para os Estados Unidos. Para tal, a LaLiga assinou um acordo válido por 15 anos com a Relevent, multinacional de mídia, esportes e entretenimento. A empresa foi escolhida após um longo processo que durou mais de um ano. Como ela tem como dono Stephen Ross, proprietário do Miami Dolphins, o estádio da equipe pode ser o escolhido para sediar o primeiro jogo da história da liga fora do território espanhol.

Trata-se de mais um capítulo no duelo por território travado entre a Premier League e a liga da Espanha. Hoje, os números de audiência do inglês são significativamente mais elevados no mercado americano. Por outro lado, a PL ainda não tem planos de mandar jogos fora do seu território, o que oferece à LaLiga uma vantagem competitiva, principalmente nos Estados Unidos.

Neste sentido, o presidente da LaLiga, Javier Tebas, enxerga que a liga inglesa possui inúmeras vantagens sobre a liga espanhola, como por exemplo, o fato de 58% das famílias britânicas terem televisão a cabo, em comparação com 32% na Espanha. Outro fator apontado são os jogos marcados do meio para o fim da tarde na Inglaterra, que buscam impactar os fãs asiáticos. Há ainda o fato da língua inglesa ser quase que universal, o que facilita o âmbito da comunicação.

Sobre a Ásia, vale lembrar do acordo firmado com o Facebook para a transmissão de jogos para Índia, Afeganistão, Bangladesh, Butão, Nepal, Maldivas, Sri Lanka e Paquistão.