Indústria

Bayern de Munique cria campanha contra racismo e intolerância

A “Reds Against Racism” apresenta declarações de atletas dos times de futebol e basquete do clube

12 mar, 2020

Após recentes incidentes envolvendo sua torcida em relação ao proprietário do Hoffenheim, o Bayern de Munique lançou uma campanha na qual se posiciona contra o racismo, a intolerância, a exclusão e qualquer tipo de abuso. A “Reds Against Racism” (“Vermelhos contra o Racismo”, em tradução livre) apresenta declarações de atletas dos times de futebol e basquete do clube.

“Com a nossa campanha, queremos nos posicionar contra o ódio, a agitação e qualquer tipo de violência. O racismo é uma das piores formas de discriminação e não tem lugar no mundo. O futebol deve ser divertido. É isso que o Bayern defende, junto com os valores de tolerância, respeito e diversidade”, disse Herbert Hainer, presidente do clube alemão.

“Nas últimas semanas, ocorreram incidentes nos estádios da Bundesliga com os quais nenhum de nós pode se contentar. Estamos particularmente preocupados com a crescente incidência do racismo. É por isso que mostramos o cartão vermelho ao racismo. Com a nossa campanha há muito planejada ‘Reds Against Racism’, queremos contribuir para ver o nosso estádio, invejado em toda a Europa, conhecido mais uma vez pela razão e pela humanidade”, comentou Karl-Heinz Rummenigge, presidente do conselho do Bayern.

Com a “Reds against Racism”, o clube também aproveitará para apoiar uma campanha da DFL, entidade que comanda o futebol alemão, que será realizada na rodada do final de semana de 20 a 22 de março da Bundesliga e que também será dedicada à questão da diversidade. Há, no entanto, a possibilidade dela ser postergada por conta do surto de coronavírus.

As camisas com o selo da campanha já estão disponíveis em todas as lojas físicas e também na loja on-line do gigante bávaro por € 15. Todo o lucro será destinado a organizações sociais comprometidas com a diversidade e a tolerância.