Nike e Seleção Brasileira: uma parceria de quase 30 anos

Com 7 Copas do Mundo na bagagem, a ligação apresenta campanhas publicitárias de relevância e avanços tecnológicos nos modelos

novembro 23, 2023

Desde 1996, a Nike é a fornecedora oficial de materiais esportivos da Seleção Brasileira. Com 7 Copas do Mundo na bagagem, a parceria apresenta campanhas publicitárias de relevância e avanços tecnológicos e estéticos nos modelos.

Segundo a ESPN, a união entre marca e a Seleção, gera aos cofres da CBF US$ 35 milhões (R$ 178 milhões) por ano. Com acordo até 2026 (onde união completa 30 anos), a entidade máxima do futebol brasileiro almeja aumentos no contrato para estender seu vínculo com a empresa.

Após a Copa de 1994, o Swoosh resolveu investir em peso no futebol, a marca já patrocinava grandes times, como PSG, Arsenal e Borussia Dortmund. Partindo para o setor da seleções, a Nigéria foi a primeira equipe a fechar com a companhia, seguida dos finalistas, Brasil e Itália.

Com negociações que demoraram para avançar, a Nike negociou e queria assumir os mantos canarinhos já após o tetracampeonato. Porém durante o período pós conquista, a Confederação Brasileira preferiu manter o contrato com a Umbro que era a parceira dos brasileiros no título vencido nos Estados Unidos.

Modelo de 1998 sendo utilizado por Ronaldo. Foto: reprodução

Anunciada no fim de 96, a colaboração entre o Brasil e a Nike, gerou os primeiros kits para a Copa América de 1997, e logo em seguida os uniformes da Copa do Mundo de 98, na França. Sem a gola que esteve presente nas cinco versões anteriores, a edição trazia inovações apresentando um visual moderno e aerodinâmico.

2022: avanços tecnológicos

No último uniforme lançado para a Copa do Catar, a marca trouxe a tecnologia Dri-FIT com as soluções mais avançadas da empresa até o momento. De acordo com a divulgação da empresa, mapas de suor e calor corporal dos atletas foram levados em consideração para estruturar a camisa.

Os designers projetaram o tecido de forma extremamente detalhada, pixel a pixel. Além disso, o produto foi formado por 100% de poliéster reciclado de garrafas plásticas e o uso do material é capaz de reduzir as emissões de carbono em até 30%, em comparação ao poliéster virgem.

Compartilhe: